segunda-feira, 21 de fevereiro de 2005

SÁ CARNEIRO

Santana Lopes, mais do que ninguém, usa o nome de Sá Carneiro para se apresentar como seu herdeiro.
A atitude que tomou ontem de não se demitir e insistir em aumentar o fogo e as cinzas em que deixou o partido, é o exacto oposto daquela que Sá Carneiro tomaria.
É nestas alturas que se vê a dimensão dos homens.
José Pacheco Pereira

4 Comments:

At 21 de fevereiro de 2005 às 14:32, Anonymous Econauta said...

Realmente, que surpresa (ou talvez não) pela negativa, que desagradável evidencia, ver Santana Lopes a imiscuir-se das suas responsabilidades, ver que todas as suspeitas que lhe atribuíam eram verdade e confirmaram-se da pior maneira; agarrado ao poder, cego pela liderança, nao sai de forma elevada e honesta como o seu colega de coligação; com esta atitude, vai cavar ainda mais o fosso de dificuldades que o psd vai atravessar; não lhe interessou a agenda política que está à porta (sim, porque os gurus do partido, os que teem algum sentido de responsabilidade não são para levar a sério nem para respeitar), não lhe interessaram as conclusões daquilo que a votação de ontem traduziu como a maior reprovação a um governo e a mais explícita, não lhe interessou saber da mais que urgente renovação do partido; interessou sim, falar em si próprio, ora vitimizando-se, ora desculpando-se com o indesculpável; "eu....eu.....eu..."repetiu vezes sem fim;
Agora, restam aos ilustres do partido fazerem com que saia, à custa de um monte de ataques verbais e fracturantes, coisa que em nada vai dignificar a sua saída e a própria regeneração do partido; é pena ver um homem que tanto gostou de falar em Sá Carneiro, mas que na verdade conseguiu contrariar tudo aquilo que ele defendia; santana lopes vai deixar a liderança do partido sem um governo, um presidente e uma maioria.

 
At 21 de fevereiro de 2005 às 14:59, Anonymous Anónimo said...

Cego pelo poder, é isso mesmo... O louco não cai na real. Vai afundar o PSD ainda mais. Tudo lhe cairá em cima. Costuma-se dizer que cada qual tem o que merece e no caso de Santana ele tem MESMO o que merece.

 
At 22 de fevereiro de 2005 às 13:13, Anonymous Miguel Veiga said...

A dimensão da derrota [do PSD] impunha a demissão de Pedro Santana Lopes, se ele tivesse vergonha na cara

 
At 22 de fevereiro de 2005 às 14:49, Anonymous Anónimo said...

Pedro Santana Lopes vai deixar a liderança do PSD no próximo Congresso do partido, disse esta terça-feira à Lusa fonte do gabinete do primeiro-ministro demissionário.

 

Enviar um comentário

<< Home