terça-feira, 22 de fevereiro de 2005

EM PORTALEGRE CIDADE...

Portalegre
JazzFest
3º Festival
Internacional de Jazz



23 Fev (quarta-feira)
COMBOS Workshop com direcção de Carlos Barretto no Auditório da ESE às 22.00h

24 Fev (quinta-feira)
MARIA JOÃO E MÁRIO LAGINHA no Cine Teatro Crisfal às 22h

CAFÉ CONCERTO «REGIOPHONIA Orchestra» no Café Alentejano às 24h



25 Fev (sexta-feira)
ENRICO RAVA Quintet



«Easy Living» no Cine Teatro Crisfal às 22h
Enrico Rava – tp
Gianluca Petrella – tb
Andrea Pozza – p
Rosario Bonaccorso- b
Roberto Gatto – dr
Jam Session no Café Alentejano às 00h



26 Fev (sábado)
MULGREW MILLER Trio no Cine Teatro Crisfal às 22h
Mulgrew Miller – p
Derrick Hodge, b
Karriem Riggins, dr
Jam Session no Café Alentejano às 00h

Actividades paralelas

21 a 26 Fev. (segunda a sábado)

Workshop de Pr1dução de Espectáculos, Som e Luz
dir: Shilá Quadros Fernandes, monitor: Ricardo Queluz
09h00 - 13h00 e 14h30 - 18h30
Máximo de inscrições: 15
Preço de inscrição: 7,5 euros
Informações e inscrições: 245 33 99 34

9,16 ,22 e 23 de Fev.

WORKSHOP DE COMBO
Workshop de Jazz
dir: Carlos Barretto
Conservatório de Música de Portalegre

Workshops

Máximo de inscrições: 15;

Preço de inscrição: 7,5 euros;

Informações e inscrições: 245 33 99 34

24 a 26 Fev. (quinta a sábado)
Feira do disco e da revista Jazz
Clean Feed/Trem Azul no Cine Teatro Crisfal a partir das 21.00h

Mostra de Vinhos Regionais de Portalegre
Cine Teatro Crisfal partir das 21.00h

Espaço Jam
Com Exposição de capas de Vinil de clássicos do Jazz, projecção de documentários e filmes Jazzisticos, venda de discos e publicações de Jazz
Bar X-Terna a partir das 16.00h

Bilhetes à venda no Palácio Póvoas e Biblioteca Municipal.
Preço por concerto:
3 euros
Podem ser adquiridas entradas para todos os concertos ao preço único de 7,5 euros.

2 Comments:

At 22 de fevereiro de 2005 às 12:18, Anonymous Ana Cristina Lopes said...

É assim que se trabalha na cidade de Portalegre.
A cultura não é a "cultura do grelo", mas sim um trabalho diário ao longo do ano.
Na Câmara Municipal de Ponte de Sor, a cultura não existe, programa anual é mentira, sobrevive-se com umas iniciativas pontuais sem continuidade nem programação sensata. Com muita parra e pouca uva.

 
At 22 de fevereiro de 2005 às 23:49, Anonymous Anónimo said...

A cultura é um pelouro da Câmara Municipal de Portalegre do PSD, atribuida à CDU. Será essa a diferença???
Força Luis Pargana. Tens feito um óptimo trabalho!
Aqui no burgo, a cultura é do PS numa Câmara PS, sob a tutela de pelouro de um oportunista PS. Aqui vamo-nos safando com o Festival Sete Sois Sete Luas... Porque até o cinema encerra durante as férias do Verão!!!

 

Enviar um comentário

<< Home