quinta-feira, 17 de março de 2005

A VISITA DE JORGE SAMPAIO




Jorge Sampaio iniciou hoje um périplo de três dias pelo Norte Alentejano, lançando apelos à inovação, formação profissional e à adesão dos empresários às novas tecnologias. Segundo o Presidente da República, o concelho de Ponte de Sôr, o primeiro que visitou nestas jornadas pelo interior.

O Presidente visitou duas fábricas locais de grande aperfeiçoamento tecnológico - uma de aviões e outra de cortiça - para tentar demonstrar a importância da aposta na diversificação do tecido económico, alertando que a articulação entre tecnologias "pode estar em qualquer parte".

Num concelho socialista, Jorge Sampaio foi recebido, em frente ao Cine-Teatro da terra, com um banho de multidão, dos 8 ao 80, que não se cansou de o aplaudir.

Antes, em declarações aos jornalista, congratulou-se pelo facto da maioria dos trabalhadores que laboram em ambas as indústrias serem portugueses, a maioria de Ponte de Sôr, apresentando formação específica.

Por isso, Sampaio não poupou elogios à inovação e formação que estiveram por detrás da criação destas unidades fabris, alertando que a tecnologia da fábrica Subercentro (destinada à cortiça) é portuguesa. "Significa isto que nós, em coisas tradicionais e não tradicionais, podemos fazer coisas de grande capacidade. Um concelho agrícola, sem grande esperança, transformou-se num ponto industrial de referência e com capacidade de exportação."


Ainda assim, o Presidente da República não se esqueceu de alertar que "as coisas não acontecem por acaso", dirigindo-se às autarquias, para relembrar que terão de ser elas "a jogar um papel muito importante".

Isto porque, referiu Jorge Sampaio, nos últimos dez anos a autarquia tem propagandeando as suas condições de partida e aberto o concelho a investimentos importantes. "Nem sempre isto é fácil, nem sempre é possível. É preciso estar bem colocado, do ponto de vista rodoviário, e estar num eixo ou em vários eixos em simultâneo, o que é um factor significativo", disse, para reiterar que este concelho do Norte Alentejano tem aproveitado as oportunidades "e deu a volta", numa demonstração que, mesmo numa fase difícil, "é possível fazer coisas, arriscar e ter imaginação".


Ainda assim, o chefe de Estado ressalvou não ser possível alcançar tudo isto, "sem as pessoas preparadas, sem novas tecnologias e sem inovação", porque, justificou, "o futuro está a introduzir nos nossos processos produtivos novas capacidades tecnológicas, inovação e formação profissional para os trabalhadores".

8 Comments:

At 18 de março de 2005 às 13:38, Anonymous Anónimo said...

At 10:17 AM, Anonymous said...
esquisito.....agora até o nosso presidente da republica anda enganado, e vem dizer que o concelho da Ponte de Sor está no caminho certo!!!E é por isso que ainda ninguem comentou este post, porque se o Jorge Sampaio dissesse mal do concelho, este post ja parecia um forum de discussão, enfim...agora têm que engolir este sapinho!!!

 
At 18 de março de 2005 às 13:39, Anonymous Maria João A. said...

Caro anónimo:
Ontem o Pinto fazia estas declarações à LUSA:
«...Em declarações à Agência Lusa, no dia em que o Presidente da República inicia uma visita de três dias à região, Taveira Pinto defendeu um «apoio claro» à deslocalização de empresas para o Norte Alentejano, de modo a possibilitar a criação de postos de trabalho e um desenvolvimento sustentado.
«Estamos profundamente magoados pelo facto de continuadamente termos um país desenvolvido numa faixa litoral, enquanto a restante combate uma luta desigual para melhorar as condições de vida daqueles que resistem contra tudo e contra todos», afirmou.

Taveira Pinto, também presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sôr (PS), realça a necessidade de combate às assimetrias regionais de forma a contrariar a tendência de empobrecimento da região.

«O distrito de Portalegre é uma das regiões mais pobre do país e da Europa», considerou o autarca socialista, apontando o débil tecido empresarial, a inexistência de massa crítica e a desertificação e envelhecimento populacional como algumas das debilidades.

Os autarcas da região exigem também a melhoria das comunicações rodoviárias e ferroviárias, com ligações a Espanha e à Ponte Vasco da Gama....»

Como podes tu vir falar do discurso do Jorge Sampaio:
..."agora até o nosso presidente da republica anda enganado, e vem dizer que o concelho da Ponte de Sor está no caminho certo!!!"

Se isto vai tudo no bom caminho, porque é que o concelho de Ponte de Sor, tem tantos desempregados?
Poderia deixar mais perguntas...

Ontem o Jorge só viu o que o Pinto lhe mostrou... o melhor não é?
E o resto o concelho REAL, não foi visto pois não?

Escusas de vir comentar que este blogue é dos comunas, pois eu sou de direita, sempre votei CDS.

Nunca engoli sapos, ao contrário de alguns socialistas e comunistas que tiveram de engolir alguns em 1980 e em 1986...

Este blogue tem dado à estampa casos concretos da corrupção que o Pinto é responsável na gestão da Câmara de Ponte de Sor, por isso anónimo era melhor que não faças como a avestruz.

1:18 PM

 
At 18 de março de 2005 às 13:43, Anonymous Jorge Martins said...

At 1:27 PM, Jorge Martins said...
Estes "xuxaslistas", são "burros" todos os dias.
Ontem tiveram 10 segundos nas TVs e ficaram já todos inchados como os sapos.
Falando em sapos;
Não foram estes que tiveram de engolir o sapo do General Eanes, contra a vontade do Mário Soares?
A memória desta gente é curta!
É só desenvolvimento na cidade de Ponte de Sor!!!
Oh anónimo "xuxalista" qual é o ordenado médio dos operários das duas fábricas que o Presidente da República visitou?
Aguardo a tua resposta.
Depois comento...

 
At 18 de março de 2005 às 15:53, Anonymous Inácio Rosa said...

O concelho de Ponte de Sor, no caminho certo?
Só se for da poluição do nosso rio e da nossa barragem.
É tempo de acordar...

 
At 18 de março de 2005 às 16:06, Anonymous O ESCRIBA said...

As visitas presidenciais, são sempre um acontecimento na vila:
* Américo Tomaz foi recebido pela população de Ponte de Sor, na rua Vaz Monteiro, em delírio...
* Ramalho Eanes na visita de agradecimento que fez a Ponte de Sor, foi recebido, no inacabado quartel dos bombeiros voluntários da mesma maneira...
* Mário Soares, quando da sua presidência aberta, foi recebido na Câmara Municipal em sessão solene da Assembleia Municipal e em Galveias em delírio...
* Jorge Sampaio, teve ontem direito ao mesmo...

Falta-nos notícias dos tempos da Monarquia...

 
At 18 de março de 2005 às 16:10, Anonymous O ESCRIBA said...

Mais um apontamento para a história:
O Presidente da Assembleia Municipal Dr.Zézé, recebeu dois presidentes, Américo Tomaz, como estudante e membro da mocidade e Jorge Sampaio, como presidente da Assembleia Municipal.

 
At 18 de março de 2005 às 16:17, Anonymous Manuel P. said...

...Coitado do Bugalheira,
Está a perder...
Só recebeu um!

 
At 18 de março de 2005 às 16:35, Anonymous Anónimo said...

...«a inexistência de massa crítica»
Taveira Pinto à Lusa.
Cá pr'a mim o Pinto tem Gripe das Aves

 

Enviar um comentário

<< Home