quinta-feira, 30 de dezembro de 2004

ÚLTIMAS...

O Escritor José Luis Peixoto, desmente que seja o cabeça de Lista do B.E. - Bloco de Esquerda, pelo círculo de Portalegre.
3 de Janeiro de 2005
O escritor José Luis Peixoto, de Galveias, é o cabeça de lista do B.E. - Bloco de Esquerda, pelo círculo eleitoral de Portalegre.

Etiquetas:

7 Comments:

At 30 de dezembro de 2004 às 16:13, Anonymous Anónimo said...

Isto vai lindo...
O Bloco de Esquerda apresenta um candidato nascido no distrito.
O Partido Socialista apresenta um candidato nascido no distrito.
O Partido Social Democrata apresenta um candidato nascido nos Açores.

Não quero em Lisboa a representar o meu distrito gente que não é do norte alentejo.

Abaixo os patos-bravos candidatos pelo PSD.
Não é com o Costa Neves, candidato pelo PSD de Portalegre, que este distrito vai para a frente.

Um PPD/PSD
fundador do partido em Ponte de Sor
não vendido

 
At 30 de dezembro de 2004 às 16:34, Anonymous Anónimo said...

Ate tinha alguma consideração pelo sr. José Luís Peixoto, mas acabei de a perder toda....

 
At 30 de dezembro de 2004 às 17:24, Blogger Zé da Galinha said...

«"Ate tinha alguma consideração pelo sr. José Luís Peixoto, mas acabei de a perder toda...."»

Cara(o) Anónima(o)
Não quero armar-me em moralista, mas o seu comentário é muito infeliz.
O José Luís Peixoto, tem todo o mérito do mundo, a suas obras falam por si.
O seu comentário lembra-me outro feito à anos pelo Sousa Lara, sobre a obra de outro escritor português, do qual discordo das suas ideias, mas nunca deixei de ler os seus livros.
Não podemos julgar as pessoas só pela ideologia, mas sim pelas suas qualidades de pessoas.
Este tipo de pensamento é próprio das ditaduras, felizmente vivemos em democracia e temos LIBERDADE.
Aprenda a defender a liberdade, todos os dias.
Um bom ano de 2005

Olha o Século, o Diário de Notícias, O Novidades.
Olha a República

 
At 31 de dezembro de 2004 às 00:42, Anonymous Anónimo said...

Ainda que o candidato, por qualquer partido, fosse o Bin Laden, não seria tão grave quanto ter como Presidente de Câmara em exercício o poeta pimba, ex devoto protegido da Igreja Católica, ex gerente duma fundação católica, ex empresário dos piores cantores pimbas da Baixa da Banheira... o inimitável, o inconfundível, o mais conhecido de Vale de Vilão que de fingido católico passou a xuxialista devoto.

 
At 3 de janeiro de 2005 às 21:33, Anonymous Anónimo said...

Caro senhor,

esta notícia não é verdadeira. Como tal, peço-lhe que a retire ou que a corrija.

Com os meus cumprimentos,

José Luís Peixoto

 
At 4 de janeiro de 2005 às 10:55, Anonymous Anónimo said...

Que pena o José Luís Peixoto, não ser o cabeça de lista.
Era o melhor candidato apresentado pelo distrito.
Um jovem cheio de talento, pessoa simples e grande homem.
Votos de grande sucesso para a tua carreira de escritor.
Força Zé Luís.

José Rafael

 
At 6 de janeiro de 2005 às 09:57, Anonymous Anónimo said...

Hoje o Jornal Fonte Nova publica o seguinte:


«Bloco de Esquerda
com José Luís Peixoto
por Portalegre

A lista e o respectivo cabeça de lista só serão conhecidos em princípio na próxima semana, mas o Bloco de Esquerda deverá contar com o escritor José Luís Peixoto como membro da lista candidata pelo círculo eleitoral de Portalegre às eleições legislativas de 20 de Fevereiro.
José Luís Peixoto nasceu em 1974 em Galveias, concelho de Ponte de Sôr e distrito de Portalegre.
É licenciado em Línguas e Literaturas Modernas – Inglês e Alemão, pela Universidade Nova de Lisboa e durante vários anos, publicou poesia e prosa no suplemento do Diário de Notícias, DN Jovem.
Em Março de 2000 publicou a obra ficção Morreste-me que foi reeditada pela Temas e Debates, em Fevereiro de 2001. Em Outubro de 2000, publicou o romance Nenhum Olhar (Temas e Debates), com o qual recebeu o “Prémio Literário José Saramago - 2000/2001”.
A Criança em Ruínas, publicado em 2001, pela Quasi edições, é o seu primeiro livro de poemas.
Publicou também o romance Uma Casa na Escuridão e o livro de poemas A Casa, a Escuridão, pela Temas e Debates.
Tem contos e poemas publicados em várias revistas estrangeiras e os seus livros já foram traduzidos e publicados em quatro línguas.
José Luís Peixoto escreve também para cinema e teatro, como é o caso do texto “Lisboa/Zagreb”, estreada no Teatro Taborda, pelo “Ninho de Víboras”, em 2002.
Colabora, ainda, em vários órgãos de imprensa escrita, como o Jornal de Letras e o DNA (Diário de Notícias).
Tem representado Portugal em distintos eventos literários internacionais (Frankfurt, Madrid, Paris, Zagreb, entre outras) e o seu romance Nenhum Olhar já faz parte do programa da cadeira de Literatura Portuguesa, na Universidade de Santiago de Compostela - Galiza.
José Luís Peixoto foi o primeiro autor português convidado para a residência de escritores Leding House, em Nova Iorque, onde prepara o seu terceiro romance.»

 

Enviar um comentário

<< Home