quinta-feira, 16 de fevereiro de 2006

MAIS UMA PONTA DO VASTO ICEBERGUE: [parte II]

FUNDAÇÃO


ANTÓNIO


PRATES




De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, já não existe Fundação António Prates. Aliás, segundo Taveira Pinto, a Câmara Municipal de Ponte de Sornem está a pagar o subsídio mensal anteriormente acordado.
Segundo o autarca, António Prates faltou ao prometido porque já não vai trazer para a Fundação o espólio anteriormente acordado.
De referir que no anterior mandato, os vereadores da CDU solicitaram à Câmara Municipal de Ponte de Sor a listagem das obras a incluir no protocolo e nada foi respondido.


Urge perguntar:

- Terá havido algum acordo entre a Câmara Municipal de Ponte de Sor e a Fundação António Prates acerca do espólio?

- O mais provável é não ter havido nada...

Na presente data o executivo do Partido Socialista da Câmara Municipal de Ponte de Sor, anda a puxar pela cabeça, para descobrir a nova funcionalidade que irá dar ao edifício, cujo o montante de obras feitas já há muito ultrapassou os 500 mil contos.

QUE FAZER COM O

"ELEFANTE AZUL"

DOS CELEIROS?


14 Comments:

At 16 de fevereiro de 2006 às 11:29, Anonymous João N. said...

Mais um caso de Polícia!

 
At 16 de fevereiro de 2006 às 11:31, Anonymous Anónimo said...

Eles não têm ideias.

Eles nem miolos têm na cuca, é só serradura e caricas de minis.

 
At 16 de fevereiro de 2006 às 13:33, Anonymous João Luís Rodrigues said...

-Quantas vezes o Sr. Dr. Taveira Pinto já anunciou a inaquração deste espaço?

 
At 16 de fevereiro de 2006 às 13:35, Anonymous João Luís Rodrigues said...

Onde está «inaquração» devia estar inauguração.
Peço desculpa pelo engano.

 
At 16 de fevereiro de 2006 às 13:42, Anonymous M.Martins said...

Em que montante foi adjudicada a Obra?

Qual é o valor actual gasto?

Quantos anos vai estar fechada?

Se não houver obras de arte, para que vai servir?

Os pontessorenses querem saber.

 
At 16 de fevereiro de 2006 às 14:49, Blogger O PONTESSORENSE said...

TODOS OS DIAS HÁ MAIS BRONCAS...

CADA DIA QUE PASSA A VERDADE VAI DOENDO CADA VEZ MAIS...

A VERDADE É COMO O AZEITE...

FORÇA PONTEDOSOR.BLOGSPOT.COM, TODOS MERECEMOS CONHECER TUDO, FELIZMENTE AQUÍ NÃO HÁ NOTICIAS EM TROCA DE AVENÇAS/SUBSIDIOS...

 
At 16 de fevereiro de 2006 às 16:15, Anonymous Anónimo said...

Sería bom o Ponte do Sor saber alguma notícia da parte de António Prates... Assim conheceríamos o reverso da medalha.

Compreendo que seja difícil, pois, provavelmente, neste momento, o homem encontra-se em Madrid a vender os quadros que prometeu ao Taveira Pinto.

 
At 16 de fevereiro de 2006 às 17:34, Blogger Zé da Ponte said...

Caros Leitores

Como podem ver no post seguinte a este.
Às 11.19 de hoje dia 16/02/06, antes da publicação do post sobre este assunto solicitamos ao Senhor António Prates um comentário sobre o assunto.
Até agora ainda não recebemos resposta.
Resta-nos aguardar.

 
At 17 de fevereiro de 2006 às 11:05, Anonymous J. Duarte said...

É assustador verificar que quase metade das investigações da polícia judiciária sobre corrupção em Portugal se relaciona com as autarquias locais – 42%, para sermos mais exactos, só nos últimos quatro anos. A informação é do director nacional adjunto da PJ, José Mouraz Lopes que, em declarações ao "DN", comenta os dados recolhidos pela direcção central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira (DCICCEF), onde se revela o surpreendente número de 1.251 processos de investigação da PJ na área do poder local, abertos entre 2002 e 2005. Estes casos vão agora ser estudados qualitativamente, para se saber os que tiveram despacho de acusação e qual o resultado final (se passaram a fase de instrução e seguiram para julgamento) e os que foram arquivados.

Mas no ranking das áreas identificadas como casos de corrupção surgem ainda, depois da administração local, as forças de segurança, com 15% dos inquéritos; e seguem-se, com percentagens mais reduzidas, os casos investigados na administração central, justiça, desporto e IPSS (instituições privadas de solidariedade social).

É quase uma ironia falar de corrupção nas autarquias na mesma semana em que editamos a revista do guia do poder local. Mas este é um escrutínio que exige fazer-se, até para separar o trigo do joio, ou a boa da má moeda, como agora é corrente dizer-se: agradecem os funcionários honestos e os eleitos locais sérios e dedicados… Veja-se o já tristemente célebre processo "apito dourado" que veio agora novamente a terreiro, com a Ministério Público a acusar formalmente 27 arguidos, entre autarcas, dirigentes e árbitros de futebol; com a particularidade do mediático Valentim Loureiro surgir como o orquestrador principal.

A magistrada Maria José Morgado, uma das vozes mais corajosas e persistentes na denúncia dos males da corrupção e em particular do perigoso cruzamento entre o mundo do futebol, autarquias e construção civil, declarou em entrevista recente à notícias magazine que "a pior atitude em relação à corrupção é ignorá-la, porque é o mesmo que varrer o lixo para debaixo do tapete e manter a casa suja". Lembra a magistrada que "o sistema só terá capacidade dissuasora quando conseguir a perda ou apreensão das vantagens do crime". E neste aspecto, continua a haver uma falha da lei. Pelo menos comparando com outros sistemas.

O fenómeno da corrupção vive à custa de pobreza, agrava as desigualdades sociais e trava o crescimento económico. Por isso há quem critique o governo, por não ter na ordem do dia uma clara prioridade no combate à corrupção. É o director nacional adjunto da PJ que destaca a necessidade de uma forte aposta na prevenção criminal, de modo a "evitar certos comportamentos" de risco.

 
At 17 de fevereiro de 2006 às 14:39, Anonymous Anónimo said...

Vigaristas
Vigarices
Autarcas
Pinto
Carita
Laranjeira
Alexandre
Cª & Lda

 
At 17 de fevereiro de 2006 às 15:13, Anonymous A. Macêdo said...

Uma prisão para o bugalheira e para os apaniguados dele.

 
At 18 de fevereiro de 2006 às 12:09, Anonymous Anónimo said...

Eu acho que os celeiros vão ser transformados em vivendas oficiais para os vereadores do PC, durante o tempo em que decorrem os mandatos. Vão ser vivendas de luxo, em condomínio fechado, com banhos turcos, Spa, piscinas, campo privado de golfe, pista de Ski...

 
At 18 de fevereiro de 2006 às 13:47, Anonymous Anónimo said...

o que o PC merece e uma pouca de merda. seus caes vadios!!!

 
At 19 de fevereiro de 2006 às 15:00, Anonymous Anónimo said...

Não acredito que o António Prates como homem honesto que é, se recuse ao acordado,isto é, dê as obras acordadas com o Taveira Pinto(sejam elas quais foram)o que eu acredito, isso sim, é que existe qualquer tramóia do Taveira Pinto e que agora esteja a querer pôr as culpas no sr. António Prates que provavelmente a esta hora já deve estar mais que arrependido de se ter envolvido com o maior mentiroso, pantemineiro e desonesto autarca do distrito de Portalegre.

 

Enviar um comentário

<< Home