sexta-feira, 26 de agosto de 2005

AUTÁRQUICAS 2005


ORÇAMENTO DA CAMPANHA ELEITORAL DO
PARTIDO SOCIALISTA
DE
PONTE DE SOR
1. Receitas:
Dotação da sede campanha = € 4.977,50
Angariação de fundos = € 4.977,50
Total das Receitas: = € 9.955,00

2. Despesas:
2.1 - Electricidade = € 0,00
2.2 - Combustíveis = € 200,00
2.3 - Água = € 0,00
2.4 - Material de Escritório = € 50,00
2.5 - Rendas e Alugueres = € 500,00
2.6 - Comunicações = € 210,00
2.7 - Seguros = € 50,00
2.8 - Transportes = € 0,00
2.9 - Promoção e Propaganda = € 8.350,00
2.10 - Despesas com Pessoal = € 570,00
2.11 - Outras Despesas = € 25,00
Total das Despesas : € 9.955,00

27 Comments:

At 26 de agosto de 2005 às 10:49, Anonymous O PONTESSORENSE said...

ALGO AQUÍ NÃO É VERDADE!!!

A EDP OFERECE A LUZ?

OS SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS OFERECE A ÁGUA?

QUAL É A COMPANHIA DE SEGUROS QUE FAZ SEGUROS A 50 Euros?

MAIS UM EMBUSTE DO PARTIDO SOCIALISTA DE PONTE DE SOR/TAVEIRA PINTO!!!

OU/E

HÁ RECEITAS E DESPESAS POR DEBAIXO DA MESA?

 
At 26 de agosto de 2005 às 11:09, Anonymous Carlos Alberto said...

Caros Amigos Pontessorenses:

Como aqui já comentou o «Pontessorense» algo aqui não bate certo (Há aqui «PINTO» escondido, com o rabo de fora...):

Ora vejamos:

O Partido Socialista vai gastar na Campanha Eleitoral às Autarquicas de 2005 no distrito de Portalegre as seguintes verbas por concelho:

-Alter = 49.520,00 €
-Monforte = 50.585,00 €
-Portalegre = 80.995,00 €
-Arronches = 50.585,00 €
-Avis = 23.100,00 €
-Campo Maior = 49.600,00 €
-Fronteira = 50.000,00 €
-Elvas = 101.169,00 €
-Castelo de Vide = 31.209,00 €
-Crato = 50.584,00 €
-Sousel= 32.703,00 €
-Nisa = 22.450,00 €
-Gavião = 40.466,00 €
-Marvão = 44.600,00 €

COMO É POSSÍVEL O PARTIDO SOCIALISTA DE PONTE DE SOR APRESENTAR ESTE ORÇAMENTO DE : 9.955,00 €uros???

 
At 26 de agosto de 2005 às 12:04, Anonymous Manuel Carvalho said...

Ao preço que está a gasolina e o gásoleo 200,00 euritos para combustíveis nem dá para fazer a campanha na freguesia de Ponte de Sor, quanto mais nas outras.

Isto é uma vergonha.

HÁ AQUI CORRUPÇÃO!

 
At 26 de agosto de 2005 às 12:19, Anonymous Anónimo said...

Tem duvidas que alguém vai pagar as despesas? E a Câmara ou seja todos nós, vai pagar boa parte, como foi à 4 anos. Não se lembram do papel colorido distribuindo ilegalmente no sábado véspera de eleições? Esse papel é usado na câmara como separador dos processos.

 
At 26 de agosto de 2005 às 12:22, Anonymous Anónimo said...

Lembro-me que à quatro anos a fotocopiadora da câmara fartou-se de trabalhar para a campanha!

Um funcionário

 
At 26 de agosto de 2005 às 13:40, Anonymous Miguel Veiga said...

Bem,
Deve ser a fotocopiadora, o telefone, os telemóveis, o abastecimento das viaturas de combustíveis, as aparelhagens de som, os materiais de obras, alguns funcionários muncipais e muito mais.
No fundo são os pontessorenses a pagar a campanha do PS/Ponte de Sor.
É tempo de correr com esta corja do nosso municipio.

 
At 26 de agosto de 2005 às 15:50, Anonymous Anónimo said...

O mandatário financeiro da campanha do Partido Socialista de Ponte de Sor, deve demitir-se já, senão arrisca pena de prisão.

Deve ler a seguinte página da net, (página oficial do Partido Socialista):
http://www.ps.pt/data/000/autarquicas_2005/mandatarios_financeiros/recomendacoes_pp_v4.pdf

...
«Por cada Concelho é constituído um mandatário financeiro local, que assume a responsabilidade pela correcta preparação e apresentação ao mandatário financeiro nacional, da Conta de Receitas e Despesas da campanha e demais informações necessárias ao cabal cumprimento das obrigações previstas na lei. Cabe–lhe: (i) proceder à abertura da conta bancária (ii) Assegurar que as normas fixadas pelo mandatário nacional são cumpridas a nível local; (iii) assegurar que existem procedimentos de controle interno ao nível da Campanha local que assegurem o integral registo e depósito de todos os fundos recebidos pela Campanha; (iv) assegurar que os fundos angariados pela Campanha local estão identificados quanto à sua proveniência e são depositados numa conta bancária expressamente aberta para o efeito;
8 Até ao ultimo dia do prazo para a entrega das candidaturas (artº 17º nº1 da lei 2/2005 de 10 Janeiro) 9 Até 90 dias da data de proclamação oficial dos resultados 9
(v) aceitar todos os donativos em espécie, passíveis de ser recebidos e certificar-se de que foram contabilizados em mapa próprio e a preços correntes de mercado; (vi) autorizar as despesas realizadas localmente e comprovar que correspondem à efectiva contratação de serviços / compra de bens , a preços de mercado; (vii) providenciar para que as despesas estejam adequadamente suportadas do ponto de vista documental e para que sejam reflectidas no período correcto; (viii) o controle permanente das Conta bancária local; Deverá assegurar ainda que: A Conta de Campanha deverá reflectir adequadamente todas as Receitas obtidas e todas as despesas efectuadas durante a Campanha Autárquica, a nível local; O Balanço deverá reflectir todos os Créditos e Débitos sobre/de terceiros; A Conta seja preparada em obediência aos princípios estabelecidos no POC, com as adaptações recomendados por esta Entidade e de acordo com os modelos anexos e sem a consideração de quaisquer amortizações ou provisões. Cada Partido ou Coligação terá de identificar o seu mandatário local (cf anexo 1); Caberá a estes remeter ao mandatário nacional 10(partido, coligação), que depois os enviará ao Tribunal Constitucional: o orçamento por concelho (cf anexos M2) a prova de publicação da sua nomeação (cf anexo 2) a lista de acções de campanha (cf. Anexo 3) a lista de meios utilizados nas acções (cf. Anexo 4) a identificação das contas bancárias de campanha (cf anexo 6). Após o apuramento das contas, deverá remeter ao Mandatário Nacional a Conta de Receitas e Despesas de campanha (concelhia) e o Balanço concelhio, bem como a lista de acções e de Meios efectivamente realizados que posteriormente, e nos prazos legais os remeterá ao Tribunal Constitucional. Cabe–lhe a responsabilidade pela conservação / arquivo de toda a documentação contabilística / financeira durante um período de 5 anos.»

...

 
At 26 de agosto de 2005 às 16:28, Anonymous Xico C. said...

Grande Zé da Ponte:

Mais uma das muitas, nem sei como é que ainda não vieram os apaniguados do Bugalheira, dizer que é mentira...

Força pontedosor.blogue

 
At 26 de agosto de 2005 às 17:13, Anonymous João P. Guerra said...

O POLVO

A entrevista caiu como uma bomba, como dizia o outro, embora se limite a afirmar, preto no branco, através de uma fonte identificada e que assume aquilo que diz, o que vai há muito na convicção de cada português.

“Os negócios imobiliários financiam dirigentes, campanhas e partidos”, “o urbanismo é, na maioria das câmaras, a forma mais encapotada e sub-reptícia de transferir bens públicos para a mão de privados”, “nas mais diversas câmaras do país há projectos imobiliários que só podem ter sido aprovados por corruptos ou atrasados mentais”, “se os vereadores do urbanismo são os coveiros da democracia, os partidos são as casas mortuárias”. As palavras, em ‘on’, são de Paulo Morais, vice-presidente e vereador do urbanismo na Câmara do Porto, em entrevista à Visão.

Ou seja, a legitimidade democrática do voto em partidos é aparente. Quem mais ordena não é o povo que elege, nem sequer os eleitos, mas empreiteiros e “patos-bravos”, não sujeitos a sufrágio, que comandam de facto os planos urbanísticos, com pressões, cunhas e favores, como moeda de troca pelo financiamento dos partidos. Ninguém escapa ao envolvimento neste esquema siciliano. O entrevistado revela que foi pessoalmente pressionado por membros do actual e dos anteriores governos e de partidos, denunciando a “preocupante promiscuidade entre diversas forças políticas, dirigentes partidários, escritórios de advogados e grupos empresariais”.

E o mais inquietante da entrevista é que ninguém fica surpreendido com as revelações do entrevistado, que apenas confirma as suspeitas generalizadas que vão pelo País. Cada português sabe com o que lida no dia-a-dia, os esquemas, as golpadas, as manobras dilatórias em que se enreda a vida de cada um dos cidadãos, para benefício sujo de uns poucos e para a perpetuação de outros no poder.

 
At 26 de agosto de 2005 às 19:51, Anonymous Anónimo said...

Gostava que ganhasse a CDU só para ver a cara do Pinto.
E para que viesse à tona tudo o que o que ainda não sabemos sobre o funcionamente da Câmara e os gastos dos dinheiros públicos.

 
At 28 de agosto de 2005 às 15:52, Anonymous O PONTESSORENSE said...

Acabo de ligar para um dirigente de um dos partidos da nossa cidade.
Atende-me o telefone desprevenidamente, presumo, tendo em conta o que se segue. Falando com outra pessoa, noutra linha:
-Pois é, 1500 é muito pouco... Vou falar com o (...) para ver se duplicamos isso.
-(Resposta do lado de lá da linha, que eu não oiço)
-Vou fazer uns 'outdoors' pequenos....
-(Resposta)
-Vou-lhe dizer uma coisa... Eu ando a pedir dinheiro aos empreiteiros. Os empreiteiros dão dinheiro a toda a gente.

 
At 28 de agosto de 2005 às 15:55, Anonymous JUM said...

AQUÍ NÃO HÁ MENSALÃO, FELIZMENTE…
Não senhor, por cá não há mesadas por baixo da mesa para influir decisões, aqui os políticos são honestos, trabalhadores e só actuam dentro das margens da lei. Felizmente que por aqui não há mensalão, todas as decisões são tomadas a pensar no bem público, a promover o desenvolvimento do país.

Há deputados que lideram grandes empresas mais isso é legal e só prova que os nossos representantes no parlamento são incansáveis trabalhadores, e até seria uma pena não aproveitar as suas capacidades num país com poucos gestores qualificados.

Há grandes bancos que contam sempre com quadros seus nos sucessivos governos mas ainda bem que assim é, os governos contam com que conhece a realidade empresarial.

Há dezenas de políticos que são consultores de empresas mas isso só sucede porque num pai onde a política absorve o mais competentes e qualificados as empresas não poderiam dispensar técnicos tão qualificados.

Muito dos nossos políticos são vogais da administração de uma infinidade de empresas que pertencem aos grandes grupos económicos mas isso foi a forma engenhosa que foi encontrada para se conseguir preencher tantos lugares de administradores a que a lei das sociedades anónimas obriga.

Não senhor, em Portugal não há mensalão! Não há nem seria necessário haver…

 
At 28 de agosto de 2005 às 16:14, Anonymous AGENCIA LUSA DA PONTE said...

TAVEIRA PINTO DIZ A ENTREVISTA QUE LIZARDO É UM TACHISTA E QUE APENAS QUER UM LUGAR AO SOL.
« O ENG. LIZARDO SÓ ESTA NO SITIO ONDE ESTA DEVIDO A MINHA AJUDA »
DECLARAÇÕES QUE PODEM SER LIDAS NA PROXIMA EDIÇÃO DO JORNAL REGIONALISTA CA DA ZONA.
PARECE QUE ESTA ABERTA A CAMPANHA ELEITORAL EM PONTE DE SOR.

 
At 28 de agosto de 2005 às 21:19, Anonymous Indeciso said...

A lógica das campanhas está toda mal. É por estas e por outras que, desta vez, acho que vou votar diferente.

Acho que, desta vez, vou votar CDS!

 
At 28 de agosto de 2005 às 22:10, Anonymous Anónimo said...

Sr. Indeciso: certamente sabe que o CDS/PP apenas apresenta lista para a Câmara Municipal de Ponte de Sor (e não para a Assembleia Municipal ou Juntas de Freguesia) e que todos os membros da lista são de Lisboa (freguesia de S. Sebastião da Pedreira) sem qualquer ligação a Ponte de Sor. Aliás, mal sabiam onde ficava no mapa. É nestas pessoas que vai votar? Mais vale votar branco ou nulo...

 
At 28 de agosto de 2005 às 23:38, Anonymous Anónimo said...

Eu vou votar CDS para Camara Municipal,e PSD para a Assembleia Municipal.

 
At 29 de agosto de 2005 às 00:15, Anonymous Anónimo said...

Vota , vota...mas a maioria PS do concelho é que vai decidir!

 
At 29 de agosto de 2005 às 02:16, Anonymous Anónimo said...

O QUE SE PODE POR EM CAUSA AQUI É A VERACIDADE DESTE POST. POR ISSO É QUE HÁ MUITO JÁ SE DEVERIAM SABER AS FONTES DO NOSSO CARO ZE DA PONTE...

 
At 29 de agosto de 2005 às 09:07, Anonymous Manuel P. said...

LÁ VÊM OS AFILHADOS DO BUGALHEIRA NO SEU PIOR

"Anonymous...
O QUE SE PODE POR EM CAUSA AQUI É A VERACIDADE DESTE POST. POR ISSO É QUE HÁ MUITO JÁ SE DEVERIAM SABER AS FONTES DO NOSSO CARO ZE DA PONTE..."

BURROS HA MUITOS POR AQUI, POR EM CAUSA DADOS DIVULGADOS POR ENTIDADES PUBLICAS COMO O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL E O MAXIMO.

ACORDEM SEUS JUMENTOS...

 
At 29 de agosto de 2005 às 15:59, Anonymous Xico C. said...

Lá tinham de vir os apaniguados, eu até já estava admirado, como aquí já foi comentado a «a verdade dói muito»

Hoje com a internet a informação é pública, basta ver a página do Tribunal Constitucional e ter acesso aos dados,consulte o seguinte página:
http://www.tribunalconstitucional.pt/tc/file?src=1&mid=177&bid=66
página 200.

Pois é mais uma vez:
«A VERDADE DÓI!»

 
At 30 de agosto de 2005 às 09:44, Anonymous Anónimo said...

Ainda alguem acredita naquilo que o Taveiro Pinto diz?
Se querem saber dos tachos e das panelas, revejam as listas do PS, veriquem quem tem lugares indicados pelo Pinto, como a candidata aos Foros do Arrão, saibam que na Junta da Ponte de Sor, agora trabalha lá, não remunerada ao que parece, a propria filha, se a moda pega... e que falar das listas do Vale de Açor, empreiteiros e seus empregados, fornecedores da Camara?!!

 
At 30 de agosto de 2005 às 23:30, Anonymous provocador said...

Abaixo os ressabiados que sabem que vão perder!
A dor de cotovelo...dói, dói, dói muito!

 
At 30 de agosto de 2005 às 23:32, Anonymous Anónimo said...

desaba o mundo e continuam a olhar o umbigo...assim vai a Ponte!
Cresçam e apareçam!

 
At 31 de agosto de 2005 às 04:50, Anonymous Anónimo said...

http://sic.sapo.pt/online/noticias/opiniao/20050823+Autarquias+sobem+defice+para+7.htm

....Qual será o "defice" da nossa Câmara Municiapal??...

 
At 31 de agosto de 2005 às 04:52, Anonymous Anónimo said...

http://sic.sapo.pt/online/noticias/opiniao/20050823+Autarquias+sobem+defice+para+7.htm

...Qual será o "defice" da nossa Camara Municipal??...

 
At 31 de agosto de 2005 às 13:39, Anonymous Anónimo said...

Não há défice?

 
At 5 de setembro de 2005 às 00:08, Anonymous F. Viegas said...

Há, e o maior é o de educação do presidente da camara. Que tristeza.

 

Enviar um comentário

<< Home