sexta-feira, 15 de junho de 2007

FUNDAÇÃO ANTÓNIO PRATES

OBRAS

ADQUIRIDAS NA

FEIRA DE BASILEIA 2007


Francisco

Etiquetas:

8 Comments:

At 15 de junho de 2007 às 16:44, Anonymous Gracinda said...

Porra, já estamos a 15 de Junho de 2007, a fundação antónio prates ainda anda a comprar merda desta!
Quando é que vai ser a inauguração?

 
At 15 de junho de 2007 às 17:44, Anonymous Anónimo said...

Nunca, vai ser inaugurada...
O Prates é vigarista!
O Pinto Bugalheira é vigarista!
Os Pontessorenses vão pagando para estes dois vigaristas gozarem!

 
At 15 de junho de 2007 às 18:18, Anonymous Anónimo said...

Estas fotos nunca poderiam ser da fundaçao dos otarios. porque sao originais e o tal da fundaçao so tem e porcaria que nenguem quer

 
At 16 de junho de 2007 às 02:47, Anonymous Sandman said...

Eh pá, desculpem lá, mas quando vi as fotos pela primeira vez pensei que tinha sido alguma nova lixeira que os rapazes do nosso diligente Cabo Paio tinham descoberto...

Mas olhando bem... só gente com muita má vontade não reconhece ali um pouco de Picasso... quiçá Cutileiro... aqueles computadores têm algo de Warhol... a mesa, vê-se bem a influência de Jeff Koons...

Vá lá, agora a sério:

Tenham vergonha!!!

 
At 16 de junho de 2007 às 15:00, Anonymous Anónimo said...

O Sandman gosto datua discricçao, so tem um defeito, e que tanto o prates como os otarios d afundaçao da treta pensam que todos esses nomes sao mestres d eobras para contruirem casas na barragem.

 
At 17 de junho de 2007 às 21:19, Anonymous Lynce Iberico said...

De facto se fose uma Fundaçao seria saberia o que e uma bienal, asim o masi perto que estiveram duma mostra de arte foram os quadros a venda nas barracas da feira.

 
At 23 de junho de 2007 às 18:32, Anonymous Anónimo said...

O mais perto que estiveram perto de uma obra de arte foi quando leram os vossos comentários. É preciso alguma abstracção para vos perceber

 
At 23 de junho de 2007 às 18:32, Anonymous Anónimo said...

O mais perto que estiveram de uma obra de arte foi quando leram os vossos comentários. É preciso alguma abstracção para vos perceber

 

Enviar um comentário

<< Home