segunda-feira, 15 de setembro de 2008

EH, TEACHER, LEAVE THE KIDS ALONE!

Naquele tempo em que os alunos sabiam muito mais do que hoje, havia uma disciplina que todos os alunos gostavam e que era fundamental porque fazia o contraponto com todas as outras. Refiro-me à Educação Física.

Enquanto as outras disciplinas exigiam do aluno um elevado grau de concentração e empenhamento intelectual, na Educação Física, o aluno libertava as tensões, descomprimia-se, divertia-se.

Hoje os burocratas da Educação conseguiram transformar esta disciplina fantástica, numa disciplina mais chata do que as outras, onde também é preciso estudar, fazer testes e trabalhos escritos e onde o aluno até pode reprovar.

Ao contrário de antigamente, hoje a Educação Física em vez de libertar, sobrecarrega, em vez de descomprimir, comprime, em vez de divertir, chateia.

É assim o nosso Ensino: onde se devia estudar, brinca-se; onde se devia brincar, estuda-se.

Os burocratas da Educação conseguiram finalmente transformar a escola na mais irracional e absurda das realizações humanas.

Nunca, como hoje, a célebre letra da canção dos Pink Floyd teve tanta actualidade: Eh, teacher, leave the kids alone!

REXISTIR

Etiquetas:

4 Comments:

At 15 de setembro de 2008 às 19:57, Anonymous J.G. said...

Hoje é mais um dia dedicado ao ilusionismo. Abrem as escolas e algumas têm direito a visita do Estado, desde o PR ao primeiro-ministro. É evidente que as escolas com direito a visita foram escolhidas a dedo. Decerto ninguém estará disponível para mostrar a Cavaco ou a Sócrates escolas sem auxiliares, sem paredes ou desprovidas do elementar papel higiénico. As escolas que vamos ver nos telejornais serão "exemplos" seguros de "progresso" e de "modernidade". Lavadas e recauchutadas para nos fazer crer que estamos num país a sério. A natureza das coisas encarregar-se-á, uma vez encerrado o espectáculo, de devolver a realidade.

 
At 15 de setembro de 2008 às 21:14, Anonymous Anónimo said...

Afinal, o elefante branco que é o estádio do ALLgarve já tem utilidade e até deixou professores e autarcas meios satisfeitos com esta nova utilização.
Vá lá!
Do mal o menos.
Pelo menos não levaram os miúdos para o matadouro municipal!

 
At 15 de setembro de 2008 às 23:13, Anonymous Anónimo said...

Concordo plenamente com o post. è uma tristeza ver que as aulas de educação fisica em vez de fomentarem o gosto pelo desporto, fazem com que muitos alunos passem a odiar esse mesmo desporto.
Últimamente apenas se podia chamar professor de educação fisica ao prof. Cóias, sendo todos os outros exemplos de como não se deve dar aulas de educação fisica.

 
At 21 de setembro de 2008 às 15:08, Anonymous Anónimo said...

Os professores de Educação Física com a forma como avaliam os alunos não mostram senão o seu complexo de inferioridade face aos colegas de outras áreas. Fazem desta disciplina que devia ser responsável mas também motivadora para as boas práticas, uma disciplina mais castradora que a tão afamada Matemática.
Na generalidade não dão boas notas nem aos bons alunos. É sabido que não se podem exigir marcas olímpicas a um atleta em todas as modalidades. É incrível também como à partida e sem se conhecerem as turmas já se sabe que as notas de alguns professores nunca ultrapassam determinadas médias e que os alunos à partida com empenho ou sem ele, já sabem que notas vão ter e veem muitas vezes estragadas as médias anuais.
Gostava muito de ver avaliadas as dotações físicas desses elementos e compará-las às dos alunos.

 

Enviar um comentário

<< Home