quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

TRANSPARÊNCIA PÚBLICA

54 mil euros e uma moradia


João Pinto é médico e presidente da Câmara de Ponte de Sor. Na declaração de rendimentos entregue no Tribunal Constitucional relativamente a 2004, o autarca apresenta 54 634 euros resultado de trabalho dependente.


Possui uma casa com rés-de-chão e primeiro andar no concelho a que preside e dois automóveis: um Volkswagen e um Volvo. A nível de investimento, tinha à data da declaração, um depósito à ordem no BPI no valor de 8525 euros, e outro no Totta de 2382 euros, ambas as contas partilhadas pela mulher.


Correio da Manhã

Etiquetas:

70 Comments:

At 5 de fevereiro de 2009 às 09:51, Anonymous Anónimo said...

E o vereador Zézinho Amante o que é que declarou?

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 10:38, Anonymous Anónimo said...

Quem o viu e quem o ve!

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 10:40, Anonymous Anónimo said...

Falta aqui os milhões recebidos em luvas.

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 10:46, Anonymous Anónimo said...

O gajo é mesmo pobre.
Vive numa zona onde paga menos IMI que os restantes habitantes da cidade.
Tem uma casa que não tem crédito à habitação.
Antes de ir para a câmara tinha um carito Dado pelos Malucos e agora até tem um volvo, mas anda de audi pago pelos contribuintes.
Foda-se!
É mesmo um gajo "sério"?

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 12:19, Anonymous Anónimo said...

Então e o Audi com que anda o filho, está no nome de quem? Se ele ainda é dependente da familia, tem de estar no nome do pai, correcto??

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 14:07, Anonymous Anónimo said...

Há aqui comentários que em principio mereciam despreso total mas só para dar a minha opinião, alguns destes comentários mais parecem de ressaivados e falidos mentais, pois se o Presidente de Câmara ganha o que ganha, se a Esposa é médica e não ganha assim tão pouco, então estes cobardes (anónimos) deviam apresentar-se com identificação para provarem estas acusações. Não sou de Ponte de Sor, mas por vezes os ataques sujos ao vosso Presidente, mais parecem vir de "palhaços" comandados pelos Politicos da oposição, como esse porco do amante e companhia.

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 14:24, Anonymous João Manuel Silva Lopes said...

Então o sr. chama nomes aos anónimos que aqui comentam e não é capaz de escrever aqui o seu nome?
Perdeu uma boa oportunidade de estar calado.

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 14:25, Anonymous Anónimo said...

Coitadinho dele só ganhou € 3.902,43/mês...

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 15:54, Anonymous Anónimo said...

Oh pintinho então já pagaste a casa?
Não te esqueças do lote,...

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 15:55, Anonymous J.M. said...

Como montar um esquema de corrupção legal

Considere-se 3 personagens: o empresário, o intermediário e o político.

O empresário tem muito a ganhar com a aprovação de um determinado projecto que só o político pode aprovar.

O intermediário tem acesso directo ao político e mantém com ele uma grande relação de confiança (por exemplo, são tio e sobrinho). Para alem disso, o intermediário é conhecido pelos seus serviços de intermediação, que consistem em colocar pessoas em contacto umas com as outras para resolver licenciamentos.

A coisa funciona assim: O empresário vai ter com o intermediário (isto é perfeitamente legal). O intermediário coloca o empresário e o político em contacto (isto é perfeitamente legal). O licenciamento é feito de acordo com a lei (isto é perfeitamente legal). O intermediário recebe uma comissão pelos seus serviços de intermediação (isto é perfeitamente legal). Até pode receber o dinheiro num off shore (isto é perfeitamente legal). Passados 2 meses há eleições. O tio, como bom amigo da família, resolve apoiar a Democracia através do financiamento da campanha eleitoral do sobrinho (isto é perfeitamente legal e compreensível).

Como estão a ver, qualquer jurista conseguirá provar que cada um dos actos desta trama é legal. Não há crime. Podem ir todos em paz.

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 17:26, Anonymous Anónimo said...

É mais uma vitima da "campanha negra",...
Pobrezinho ele até está a perder graveto com a política,...
O pior disto tudo é o que não é nem foi declarado,...
Enfim o que recebeu em dinheiro vivo,...
Quem o conheceu e quem o conhece,...

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 17:47, Anonymous Anónimo said...

Pois, que ganha bem e a esposa também, ninguém duvida. O que é de duvidar é o facto das suas con tas estarem tão vazias. Offshores?

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 18:00, Blogger Templo do Giraldo said...

Ora viva amigo boa tarde. Depois de algum tempo de ausência da minha parte passei por aqui a deixar um abraço fraterno, e dizer que que ando "por ai" mas sempre atento as novidades aqui do teu espaço.

SAUDAÇÕES.

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 19:30, Anonymous Anónimo said...

E o Xinoga ganha kuanto?Secalhar uns tintos bem xeios a do cabo Corvo,na Aldeia Velha.Eh!Eh!!

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 21:32, Anonymous Anónimo said...

Sr. anónimo das 10:46, está enganado, o pintinho antes de ir para a câmara tinha era um citroen a cair aos bocados e quando ele meteu a filha do Fernando maluco na câmara o paizinho dela "ofereceu" um carrito VW ao sr. presidente como agradecimento...

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 21:35, Anonymous Anónimo said...

Transparência pública no distrito de Portalegre:

Portalegre
Mais de 57 mil euros e 311 ovelhas

José Mata Cáceres é engenheiro técnico agrário de profissão e presidente da Câmara Municipal de Portalegre, eleito pelo PSD.
Na declaração entregue este ano no Tribunal Constitucional apresentou rendimentos de trabalho dependente no valor de 57 018 euros e 8014 euros de pensões.
Além de um prédio urbano em Portalegre, o autarca declarou ainda um prédio urbano e sete rústicos em Nisa.
O autarca detém ainda 51 por cento do capital social da empresa Monforqueijo, situada em Monforte, e 20 por cento do capital social da sociedade Agro-Pecuária da Mata da Póvoa e Anexos, sediada em Castelo de Vide.
Possui ainda 537 acções do Agrupamento de Produtores Agrícolas e Florestais do Norte Alentejano (APAFNA), no valor cada uma de cinco euros.
José Mata Cáceres declarou também 311 ovelhas, 9 varrascos, 37 leitões, 19 bezerras, 11 carneiros e 20 porcas.
Correio da Manhã
26 de Novembro de 2008

Elvas
Rendimento superior a 76 mil euros

José Rondão Almeida é aposentado da Função Pública e presidente da Câmara de Elvas, eleito pelo PS.
Na declaração entregue este ano no Tribunal Constitucional apresentou 57 522 euros como rendimentos de trabalho dependente, 7571 euros de rendimentos de capitais, 950 euros de rendimentos prediais e 10 710 euros de pensões.
Isto é, um rendimento total de 76 753 euros.
Como património imobiliário possui um prédio urbano em Évora e dois prédios rústicos em Elvas.

Correio da Manhã
27 de Novembro de 2007

Campo Maior
Mais de 50 mil euros e 490 acções da REN
João Burrica é agente técnico agrário e presidente da Câmara de Campo Maior. Na declaração de rendimentos entregue no Tribunal Constitucional relativamente a 2006, o autarca apresenta 50 377 euros resultado de trabalho dependente.

Possui uma casa, para a qual contraiu um empréstimo à Caixa Geral de Depósitos. O edil não especifica o local ou dimensão da habitação. Tem ainda 490 acções da REN e conduz um BMW 320, um Renault Laguna e um Peugeot 106.

Correio da Manhã
2 de Fevereiro de 2009

Castelo de Vide
Não declara rendimentos desde 2002
António Ribeiro, presidente da Câmara de Castelo de Vide, não especifica a sua profissão principal. Mas não é a única informação que falta na declaração de rendimentos entregue no Tribunal Constitucional.

Em nenhuma das declarações enviadas ao Tribunal, que começaram em 2002, consta o valor dos seus rendimentos. O património imobiliário descrito, por seu lado, revela uma fracção em Alfragide, duas casas em Vila Real de Santo António e um prédio urbano no concelho a que preside.

Correio da Manhã
3 de Fevereiro de 2009

Nisa
50 mil euros, uma moradia e um Toyota
Maria Tsukamoto é presidente da Câmara de Nisa, actualmente no seu segundo mandato, tendo sido eleita pela CDU.

Na declaração de rendimentos entregue no Tribunal Constitucional em 2008, a autarca apresenta 50 835 euros resultado de trabalho dependente. Possui uma casa para habitação, com rés-de-chão, primeiro andar e quintal no concelho a que preside. Conduz um Toyota Avensis e a nível de investimentos, possui um PPR no valor de 600 euros.

Correio da Manhã
4 de Fevereiro de 2009

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 22:32, Anonymous Anónimo said...

Antao e o bebado de Monforte ganha quanto?

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 23:10, Anonymous Anónimo said...

Olha que o exemplares de bêbados são muitos e no PS começam logo no topo.
Tem cuidado...

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 23:11, Anonymous Anónimo said...

Oh Bugalheira vigarista, não declaraste o resto?

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 23:14, Anonymous Lagóia said...

Pelas declarações de transparência já publicadas pelo CM já se vê o que alguns deles escondem e não declaram.
O vosso presidente Taveira Pinto é um deles.

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 23:17, Anonymous Anónimo said...

Basta ver a cara do animal na foto para ver o estado!

 
At 6 de fevereiro de 2009 às 10:12, Anonymous Anónimo said...

Então sr. dr. João Pinto, quanto é que o sr. recebeu do CS e de outros
vigaristas iguais a si?

 
At 6 de fevereiro de 2009 às 16:33, Anonymous Anónimo said...

Mais umas mentiras deste vigaro que está no poder na Câmara de Ponte de Sor.
Elegeram-no agora aguentem-no.

 
At 6 de fevereiro de 2009 às 18:34, Anonymous Anónimo said...

E do palhaço do amante, na aparece nada?

 
At 6 de fevereiro de 2009 às 18:47, Anonymous Anónimo said...

Então ò seu Parvalhão do último comentário...o Zé Amante ainda é P.Camara?? és cego e tonto pá!!não vês que todos os outros nomes são de P.de Camaras no Activo...És mesmo lambe botas do Bugalheira...

 
At 7 de fevereiro de 2009 às 20:48, Anonymous Anónimo said...

Era lindo que fosse publicitado as declarações do Coelho, do Jordão, do Laranjeira, do irmão do Pinto e do Nuno Coxo, bem como se quebra-se o sigilo bancários das contas destes animais todos. Muito se ficaria a conhecer.

 
At 9 de fevereiro de 2009 às 20:55, Anonymous Anónimo said...

os 54 mil euros declarados são só do rendimento dele e então a mulher dele trabalha de borla?
Claro que não, ela ganha tanto ou mais que ele por isso pergunto, onde "escondem" tanto dinheiro (digo isto porque não é possível gastar tanto dinheiro em alimentação ou vestuário e dado que não têm empréstimo à habitação e as férias dele são pagas pela Câmara...)

 
At 10 de fevereiro de 2009 às 19:14, Anonymous Anónimo said...

eh pah eu nao posso com o pinto. Mas voces sabem que roupa é que eles compram? sabem se tem credito habitaçao? Podem questionar os rendimentos (ele nao era obrigado a facultar) mas aquilo que ele compra ou deixa de comprar nao vos interessa

 
At 10 de fevereiro de 2009 às 19:47, Anonymous Anónimo said...

Pois é!

-"sabem se tem credito habitação?"

Sabes é obrigado a declarar.

É a Lei...

 
At 10 de fevereiro de 2009 às 21:03, Anonymous Anónimo said...

os menos esclarecidos não sabem que é obrigatório declarar os rendimentos, mas também as contas bancárias, empréstimos, imóveis, automóveis, etc.. se não declarou empréstimos é porque não os tem, já o dinheiro não digo o mesmo, onde estará?

 
At 11 de fevereiro de 2009 às 10:52, Anonymous Anónimo said...

é obrigatorio declarar. tambem concordo. Mas revejam a lei acerca de tornar a declaraçao publica. Caso nao saibam, pode declarar na totalidade ou parcialmente. Em nome da transparencia deverá declarar tudo (nao estou a dizer que o homem seja transparente neste aspecto)mas se o entender, pode declarar apenas uma parte. Até tem a possibilidade de declarar rendimentos de anos passados. Ou até pode declarar rendimentos e nem sequer especificar o periodo contabilistico a que pertencem. informem-se melhor

 
At 11 de fevereiro de 2009 às 10:54, Anonymous Anónimo said...

E fiquem sabendo que sei que o homem tem credito habitaçao. O valor das declaraçoes publicas sao nulas

 
At 11 de fevereiro de 2009 às 12:26, Anonymous Anónimo said...

e para finalizar, permitam-me fundar os meus comentarios sobre a subjectividade do assunto. Como poderao ver, Taveira Pinto nao é obrigado como voces pensam. Se tem ou nao credito a habitaçao nao é da vossa conta (por acaso tem).

"...Os pedidos para manter em segredo as declarações de rendimentos foram efectuados ao abrigo da Lei 25/95, que controla a riqueza dos titulares de cargos políticos. O Artigo 6.º, n.º 1, estabelece que “a divulgação do conteúdo das declarações [de rendimentos] previstas na presente lei é livre”, mas o n.º 2 estabelece que “com fundamento em motivo relevante, designadamente interesse de terceiros, o titular do cargo pode opor-se à divulgação parcelar ou integral a que se refere o número anterior, competindo ao TC apreciar a existência ou não do aludido motivo, bem como da possibilidade e dos termos da referida divulgação”..."

 
At 11 de fevereiro de 2009 às 14:11, Anonymous Anónimo said...

Quem não deve não teme:
Basta ver este titular:
«Portalegre
Mais de 57 mil euros e 311 ovelhas

José Mata Cáceres é engenheiro técnico agrário de profissão e presidente da Câmara Municipal de Portalegre, eleito pelo PSD.
Na declaração entregue este ano no Tribunal Constitucional apresentou rendimentos de trabalho dependente no valor de 57 018 euros e 8014 euros de pensões.
Além de um prédio urbano em Portalegre, o autarca declarou ainda um prédio urbano e sete rústicos em Nisa.
O autarca detém ainda 51 por cento do capital social da empresa Monforqueijo, situada em Monforte, e 20 por cento do capital social da sociedade Agro-Pecuária da Mata da Póvoa e Anexos, sediada em Castelo de Vide.
Possui ainda 537 acções do Agrupamento de Produtores Agrícolas e Florestais do Norte Alentejano (APAFNA), no valor cada uma de cinco euros.
José Mata Cáceres declarou também 311 ovelhas, 9 varrascos, 37 leitões, 19 bezerras, 11 carneiros e 20 porcas.
Correio da Manhã
26 de Novembro de 2008»

É assim!

 
At 11 de fevereiro de 2009 às 14:12, Anonymous Mário Nunes said...

E os "vigaristas" são os outros!
Eu sou "sério"!

 
At 11 de fevereiro de 2009 às 14:21, Anonymous Anónimo said...

Ex-PR
Mário Soares avisa que falta de transparência pode gerar clima de revolta em Portugal
O ex-presidente da República Mário Soares advertiu terça-feira à noite que sem transparência no País, particularmente no sector da banca, Portugal poderá conhecer a prazo um clima de revolta e acontecimentos de gravidade

A advertência do ex-chefe de Estado foi feita na primeira conferência promovida pela Fundação INATEL, que decorreu no Teatro da Trindade, subordinada ao tema Novas Respostas e Novos Desafios.

Após uma intervenção inicial, Mário Soares respondeu a questões da plateia sobre a saúde dos partidos, apoios concedidos à banca pelo Estado e sobre a situação do Banco Privado Português (BPP) e Banco Português de Negócios (BPN). «Espero que se saiba o que se passou no BPP e no BPN. Tudo tem de ser esclarecido. É preciso transparência no País, se não é impossível haver confiança. Isso gera revolta - e não estamos imunes que isso aconteça em Portugal», declarou o fundador do PS, que também fez alusão aos recentes protestos violentos ocorridos na Grécia e em outros países europeus.

Já em resposta a perguntas dos jornalistas, Mário Soares acrescentou que «é preciso que o País saiba o que se passou» com aqueles dois bancos, «porque, no fundo, o dinheiro dos contribuintes está ali».

«É preciso que digam porque razão gastaram nisso [no BPN e BPP] e não em outras coisas. É preciso que digam o que esperam daquilo [BPN e BPP] e quem dirige aquilo. Eu não sei nada disso e ninguém sabe», disse.

Mário Soares afirmou depois estranhar «o clima de silêncio» existente a propósito destes casos com o BPP e BPN. «Espero que não haja opacidade. As pessoas têm de saber o que se passou», insistiu.

O ex-presidente da República falou também sobre necessidade de transparência a propósito dos partidos, fazendo depois neste contexto críticas à comunicação social, sobretudo «aos jovens jornalistas».

«Os partidos têm de se abrir. Têm que se tornar transparentes e tem de se perceber de onde vem o dinheiro», sustentou. Antes, Mário Soares tinha advertido que era «totalmente favorável ao sistema de partidos, embora sabendo que os partidos não esgotam a democracia» e que o seu único cargo político era ser membro do Conselho de Estado por inerência - órgão que, «por sinal, não se tem reunido muito ultimamente».

Sobre a comunicação social em Portugal, o ex-presidente da República começou por dizer que, «em geral, há excelentes jornalistas, embora alguns deles estejam já na prateleira». «Mas há muitos jovens jornalistas que chegam com a pergunta estúpida, para depois tirarem dali ilações e arranjarem sarilhos. Estão convencidos que é preciso ganhar dinheiro e fazer vender mais os jornais. Isso é o que eu chamo a pequena política», atacou.

Lusa/Sol

 
At 11 de fevereiro de 2009 às 14:25, Anonymous Anónimo said...

«Transparência pública

Mais de 56 mil euros e três automóveis
António Solheiro é funcionário bancário de profissão e presidente da Câmara Municipal de Melgaço, eleito pelo PS.


Na declaração entregue no ano passado no Tribunal Constitucional, apresentou rendimentos de trabalho dependente no valor de 56 515 euros. Como património imobiliário, o autarca socialista declarou uma parcela de terreno, onde construiu a sua moradia, em Melgaço. Possui ainda três automóveis: um Opel Vectra, um Citröen C5 e um Fiat Uno.

Correio da Manhã
11/02/2009»

 
At 11 de fevereiro de 2009 às 17:33, Anonymous Anónimo said...

O Pinto ja em miudo eras um ressabiado e mal educado, de facto pensavamos que com a idade melhorasses, mas nao, cada vez tas pior, mais irritante estupido mal educado e ditador.
Andas sempre a dizer mal do Amante mas ese pelo menos dotou a cidade de terrenos para habitaçao cpntrolada e tu so alteras-te o PDM depois da Urb.do Pinhal tar toda vendida(ate jantavam juntos bna campanha eleitoral pq seria=) e o batisa e muruicio tb vender tudo, deixaram-te um Cinema, um Pavilhao, os planos da zona desportiva o moinho que tu abates.te para alargares a estrada para a tua casa, acredito que as vezes te visses negro ao passar la era muito parecida com a estrada de Abrantes acertas madrugadas.
Ja me esquecia que criaste a Fundaçao do tal estupido galerista que acabou por roubar tuido mais o tal pedroso, e as obras da barragem tantos hoteis .
Nao brinques , como este pais ira evoluir quando temos autarcas tao incultos com acessores tao burros.
E verdade pagavas 5.000 por cada visita do Benfica Basquet a Cidade para os teus filhos brincarem
e tb alimentas a c orte de xulos do electrico.
Por isso ate me fazes ter vergonha de ter nascido ai
Nao bastava o teu pai ter sido o lambe botas do Manel Fernandes agora foste recuperar o filho para seres o cao d efila dele.
Cada vez detesto mais animais rastejantes sejam cobras ou autarcas como tu

 
At 12 de fevereiro de 2009 às 20:48, Anonymous Anónimo said...

Então e as dividas...não serão de declarar ??? pois o Pintinho ainda não pagou o Lote de Terreno onde mandou fazer a casa onde reside...O Rui das Máquinas já faleceu mas ficaram cá HERDEIROS...
Paga esta e outras dividas que tens...CALOTEIRO....

 
At 13 de fevereiro de 2009 às 11:30, Anonymous Anónimo said...

Então Pintinho, armas-te em "bom da fita", "sério" e não passas de um caloteir.No fim de tantos anos de teres a tua casinha na Barroqueira ainda não pagaste o lote de terreno?
És mesmo vigarista!

 
At 13 de fevereiro de 2009 às 14:58, Anonymous Anónimo said...

Ponte de Sor no seu melhor. Esta terra esta cheio de gente doente que so se preocupa com as dividas e problemas dos outros. Preocupem-se com o que é vosso pois essa conversa de terrenos e de casas e mais nao sei quê nao é da vossa competencia. Ja nao me lembro onde li que o que Ponte de Sor tem de bom sao as pessoas. Nesta cidade quanto muito ha seres humanos. Pessoas contam-se pelos dedos das maos. Se ha coisa que nao vale mesmo nada nesta terra sao as pessoas que nao têm vida propria

 
At 13 de fevereiro de 2009 às 15:02, Anonymous Anónimo said...

Deixa-te de tretas...
O Pinto é caloteiro do lote de terreno onde construi a casa.
Na política não se deve parecer sério, deve-se sim ser.
Este animal que tantas peneiras tem com a sua "seriedade" não passa de um trepaceiro mal formado.

 
At 13 de fevereiro de 2009 às 22:01, Anonymous Anónimo said...

eh pah mas mete-te na tua vida. Isso do terreno da casa dele nao tou a ver cabimento no assunto em questao. Para ti é tretas porque és mais um de Ponte de Sor sem vida propria. És dos que dá mais atençao ha vida e problemas dos outros. Esta terra mete nojo. Até tenho vergonha de levar amigos e familiares de fora aos cafes desta merda de cidade. As pessoas notam logo a milhas que o pior desta terra sao os seus habitantes.

 
At 13 de fevereiro de 2009 às 23:15, Anonymous Anónimo said...

Não gostas da cidade?
Vai-te embora!
Podes ir para Poiares leva a gorda e o animal...

 
At 14 de fevereiro de 2009 às 12:20, Anonymous Anónimo said...

Nao nao gosto. O problema é que até sair desta merda de cidade é dificil. Calhandros de merda

 
At 14 de fevereiro de 2009 às 16:02, Anonymous Anónimo said...

Cresce!

 
At 14 de fevereiro de 2009 às 16:18, Anonymous Anónimo said...

Estou a dizer alguma mentira? sabem muito bem que é verdade. Para muita gente desta terra a maior cruz que têm de suportar é a calhandrisse e o bota abaixo das outras pessoas. Voces é que têm de crescer. Muita gente desta cidade tem de crescer. Quanto ao que vem descrito no post nao me espanta. Pelo que se pode ler, so estao expressos os rendimentos dele. Onde está o mal? A esposa pode ser titular unica das contas bancarias mais gordinhas. Tambem têm de vir expressas? na vossa perspectiva todas as contas bancarias de todas as pessoas deveriam ser publicas para voces terem assunto pa se entreterem e comentarem. inuteis

 
At 14 de fevereiro de 2009 às 18:54, Anonymous Anónimo said...

Por acaso o menino sabe o que é Transparência ?

 
At 14 de fevereiro de 2009 às 18:56, Anonymous Anónimo said...

É cada vez maior o número de portugueses que não acredita na generalidade dos políticos, nem na capacidade das instituições vigentes, nem nas promessas que lhes são feitas, nem no futuro do País.

O próximo acto eleitoral (…) teria sido uma boa oportunidade para dizer toda a “verdade” e justificar todas as “exigências”.

Porque, durante alguns anos, não se sabe quantos, teremos mais esforço que laxismo, mais contribuições que benesses, mais deveres que direitos e mais dúvidas que certezas.

Terá de reconstruir-se tudo a partir de quase nada.

Entretanto, muitos terão pago um preço imerecido.


Medina Carreira
Diário de Notícias
1 de Fevereiro 2005

 
At 14 de fevereiro de 2009 às 19:03, Anonymous Lagóia said...

É por falta da transparência pública que sucede coisas destas que sucesso isto:
«Mesquita Machado, presidente da Câmara de Braga
Autarca faz fortuna de milhões
Mesquita Machado, presidente da Câmara de Braga há 32 anos, tem uma considerável fortuna pessoal e o seu ‘olho’ para o negócio parece ter passado para a família. Cláudia, Francisco e Ana Catarina, agora com 38, 35 e 31 anos, apresentam níveis de vida faustosos, bastante superiores ao rendimento que declaravam.
...
Correio da Manhã
14-02-2009

Leia este artigo completo na edição de hoje do Correio da Manhã e fique elucidado sobre o assunto.
É mais um eleito socialista igual ao seu presidente de município.

 
At 14 de fevereiro de 2009 às 19:05, Anonymous Anónimo said...

Já o povo diz:
"Quem cabritos vende e cabras não tem, de algum lado vem."

 
At 17 de fevereiro de 2009 às 16:12, Anonymous Anónimo said...

Transparência Pública?

Mário Louro, chefe da Divisão do Planeamento Urbanístico na Câmara de Braga, tem uma vida de luxo - (...) Em dez anos na autarquia (entre 1992 e 2002) recebeu 331 mil euros de salário bruto. Um valor bastante inferior ao preço da casa (sem o terreno), que custa seguramente mais de um milhão de euros.

Nuno Alpoim, 45 anos, é o número dois de Mesquita Machado na Câmara Municipal de Braga tem uma vida de luxo - (...) Entre 1997 e 2002, Alpoim registou dois barcos de recreio e ainda uma lancha C2. Já no campo automóvel, um Rover 414 SI, um Alfa Romeo 1565 e um Grand Cherokee Z6 foram as aquisições do edil.

Mesquita Machado, presidente da Câmara de Braga há 32 anos, tem uma considerável fortuna pessoal - (...) 34 Contas!!! 2.500.000€ em 10 anos... (...) Prendas de Casamento para os filhos dados por Empreiteiros... Cheques de 10.000€....
Os filhinhos:

ANA MARIA– Mora na rua de Bernardino Machado, 7. Outro prédio urbano em Braga.

CLÁUDIA (nascida em 1970) – Uma casa em Braga e uma em Quarteira.

FRANCISCO MIGUEL (nascido em 1973) – Duas casas em Braga e uma em Quarteira. Faz a primeira declaração de impostos em 1999 e declara 14 500 euros. No início do ano seguinte, compra o café Astória por 400 mil euros, para serem pagos em dez anos.

ANA CATARINA (nascida em 1977) – Compra por 450 mil euros a farmácia Coelho, na praça do Município, mais dois andares com lojas e águas-furtadas na mesma rua, entradas 65/66/67. Tem ainda em seu nome um escritório na rua Conselheiro Lobato, em Braga. Na compra da farmácia, Ana Catarina paga 150 mil euros a pronto.

Em Braga.
Há para todos!!!!!!!! Porreiro Pá.

 
At 17 de fevereiro de 2009 às 21:15, Anonymous Anónimo said...

Em Ponte de Sôr, parece que o caso é igual ao de Braga!

 
At 18 de fevereiro de 2009 às 21:22, Anonymous Anónimo said...

Transparência Pública
38 mil euros, duas casas e um carro
Vanda Cristina é advogada e presidente da Câmara de Alpiarça com o pelouro da Cultura, Turismo e Finanças. Na declaração de rendimentos entregue ao Tribunal Constitucional relativamente a 2007 apresenta 38 108 euros de rendimento bruto de trabalho dependente.

Possui um andar e um prédio urbano no concelho a que preside. Conduz um Opel Vectra e a nível de empréstimos contam-se 70 mil euros de CGD, 68 mil euros na CCAM, e 22 mil euros no Banco Popular.

Correio da Manhã
18/2/2009

 
At 18 de fevereiro de 2009 às 21:27, Anonymous Anónimo said...

Depois de ler estes comentários sobre quem tem a responsabilidade autárquica e ganha 3 700 aprox., eu que até nem gosto da pessoa, fico com pena. É pouco para ter de decidir, pensar e actuar em nome dos outros. Este rendimento não paga o trabalho, as angústias e os insultos sofridos .
Assim está explicado porque é que para a politíca não vão os melhores.
Assim fica explicado porque é que as tentações da corrupção são tantas.
Assim fica explicado porque estamos no país mais retrógado da Europa.
Assim fica explicado porque só temos a governar quem merecemos.
Assim não me candidato, pois se nem para o psicólogo chega...

 
At 18 de fevereiro de 2009 às 21:27, Anonymous Anónimo said...

Depois de ler estes comentários sobre quem tem a responsabilidade autárquica e ganha 3 700 aprox., eu que até nem gosto da pessoa, fico com pena. É pouco para ter de decidir, pensar e actuar em nome dos outros. Este rendimento não paga o trabalho, as angústias e os insultos sofridos .
Assim está explicado porque é que para a politíca não vão os melhores.
Assim fica explicado porque é que as tentações da corrupção são tantas.
Assim fica explicado porque estamos no país mais retrógado da Europa.
Assim fica explicado porque só temos a governar quem merecemos.
Assim não me candidato, pois se nem para o psicólogo chega...

 
At 19 de fevereiro de 2009 às 12:30, Anonymous Anónimo said...

Agora reparo, tao nao tem conta na CGD gerida pelo vizinho camarada PS? Está visto que até o Pinto gosta muito dele, nao haja duvida. Ainda teras de te contentar com o cargo de secretario da assembleia municipal

 
At 19 de fevereiro de 2009 às 14:17, Anonymous Anónimo said...

Pelo que faz nem um cêntimo devia ganhar.
Porque é incompetente a desempenhar as funções.
Num concelho onde o ordenado médio é de 500,00 euros este sr. é muito bem pago.

 
At 19 de fevereiro de 2009 às 19:19, Anonymous Maria Mendes said...

O Gonçalves Pereira dizia que " o ordenado de ministro nem para o charutos dava".
Agora vem um(a) dizer que " nem para o psicólogo chega..."
Porra!
Tenta viver com o ordenado mínimo ou a pensão mínima e vê para o que te dá?

 
At 19 de fevereiro de 2009 às 20:15, Anonymous Anónimo said...

A Pessoa que vem aqui dizer que o Pintinho não tem conta na CGD,não está a dizer nada...mas cabe na cabeça de alguém que o Rapazinho só tem aquele dinheiro que declarou??so para parvos...mais de 10 vezes mais,deram os Perpétuas e Neves a cada um deles...Pintinho e Caritinha....só estes então e :os Bispos de Abrantes,Augusto V.Açor etc.etc....
Quanto ao Gerente ocupar o lugar de Presidente da Assembleia..o Sr.ficará tão chatiado se não for ele??não deve ficar..,Já que isso é um Lugar rasca...bem pode ser ocupado por exemplo pelo velho Joaquim Pinto e os outros da mesa.O Henrique Surrécio e o Jaquim Fortes...

 
At 19 de fevereiro de 2009 às 21:16, Anonymous Anónimo said...

o pintinho devia era ter vergonha e pagar os 8000€ que ainda deve do terreno onde contruiu a casa

 
At 20 de fevereiro de 2009 às 18:28, Anonymous Anónimo said...

Vai pagar MALANDRO...VIGARISTA...

 
At 20 de fevereiro de 2009 às 20:55, Anonymous Anónimo said...

O Pinto é como o Sócrates:

O jornal Público de hoje retoma o tema das "casas de José Sócrates".

O tema já foi glosado pelo Correio da Manhã, no mesmo tom: saber como foi possível a Sócrates, em 1996, adquirir um apartamento no centro de Lisboa, por 235 mil euros, pagos na altura (?) e escriturados dois anos depois, quando na mesma época, apartamentos idênticos no mesmo prédio, custavam mais 20% sobre esse valor, no mínimo.

O que o Público relata são factos. Factos relacionados com um indivíduo que é primeiro-ministro e na época já era governante ( secretário de Estado e depois ministro-adjunto do PM).
Logo, factos com relevância pública e que nada autorize que esse mesmo indivíduo declare que " qualquer insinuação no sentido do incumprimento das minhas obrigações fiscais só pode ser considerada como caluniosa e difamatória", tal como escreveu ao jornal.
Mas está enganado, o PM. Aquilo que está em causa não são as tais "obrigações fiscais", em princípio.
É outra coisa que toda a gente tem o direito de saber porque se trata de algo relacionado com alguém que exerce funções públicas do mais alto relevo no país. Manda em muita gente, toma decisões que afectam muita gente e foi eleito para dar satisfações a muita gente. Tem que as dar, por isso mesmo.
Não é do zé-da-esquina que estamos a falar, se bem que o visado julgue que se pode colocar a esse nível para pedir batatinhas e até ameaçar desenvergonhadamente os que o questionam.
Então. vamos a isso mesmo.
Em 1995 e 1996, altura do negócio, eram estes os rendimentos de José Sócrates
Ano de 1995:
CARGO: Secretário de Estado adjunto do Ambiente
RENDIMENTO ANUAL: 8 082 700$00 (40 413 €)
PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO: Casa na Calçada Eng. Miguel Pais, em Lisboa
VIATURA: Não há registo
DÉBITO: 15 347 065$00 (76 735 325 €) ao MG, por 20 anos

ANO: 1996
CARGO: Secretário de Estado adjunto do Ambiente
RENDIMENTO ANUAL: 12 914 083$00 (64 570 €)
PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO: Na Rua Braamcamp, uma casa no Edifício Castilho. Casa de 95 foi vendida
VIATURA: Rover 111 sl
DÉBITO: Empréstimo do MG foi liquidado no dia 27 de Fevereiro de 1996

ANO: 1997
CARGO: Ministro adjunto do primeiro-ministro
RENDIMENTO ANUAL: 13 531 740$00 (67 658 €)
PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO: Apartamento no 3.º piso do Edifício Castilho, na Rua Braamcamp, em pleno centro de Lisboa
VIATURA: Rover 111 SL
DÉBITOS: Empréstimo de 15 000 000$00 (75 000 €) da Caixa Geral de Depósitos (CGD), em Janeiro de 1998, para compra de habitação, com a duração de 12 anos.

O que vemos aqui, muito claramente visto, é o seguinte:
José Sócrates já declarou várias vezes que não é rico e que só ganha e ganhou "da política". Portanto, os bens e rendimentos de Sócrates não podem nem devem ser mais do que estes que aqui estão.
Segundo declarou ao Público, agora, a propósito desta notícia que o mesmo toma como eventualmente difamatória, pagou a casa da rua Braancamp que lhe custou 235 mil euros, logo que a comprou, em 7 Março de 1996.
Teria sido quando a "contratualizou através de contrato promessa" ou então, em 2 de Março de 1998, logo que a escriturou, por motivos "imputáveis ao vendedor". Deixou passar este esclarecimento em branco, tal como outros.

O certo é que em 1996 já declarou como seu património imobiliário o apartamento na rua Braancamp. Logo, ou já o tinha pago ou confiou no contrato promessa como atribuição de direitos reais. Pode não ser, mas é estranho. Explicações, precisam-se.
Segundo se vê pela declaração de rendimentos, contraiu um empréstimo de 15 mil contos em Janeiro de 1998, por doze anos.
Mas tinha liquidado outro empréstimo de um pouco mais de 15 mil contos, ao Montepio Geral, em Fevereiro de 1996, na altura em que alienou outra casa, em 1995.
Como o dinheiro não estica e não veio de outro lado, como é que comprou em 1996 uma casa de 235 mil euros ( 48 mil e quinhentos contos)?

Parece fácil de explicar: ou vendeu o apartamento antigo que tinha ,por valor suficiente para tal.; ou arranjou empréstimos particulares ( e ninguém tem nada a ver com isso, a não ser que tenha...) ou então não temos explicações cabais.

A um primeiro-ministro, entalado por estas coisas, a única resposta que é possível dar é simples: mostrar as contas e os dinheiros.
E tentar dar uma explicação cabal para o desconto de pelo menos 20 %.
Sem se queixar de difamadores, caluniadores e outros cabalistas e malfeitores.

 
At 20 de fevereiro de 2009 às 21:09, Anonymous F.T. said...

Saber negociar e ter sorte
O apartamento de José Sócrates em Lisboa, segundo consta da escritura notarial, foi adquirido pelo preço de 47 mil contos (235 mil euros). Dois anos antes desta venda, um apartamento idêntico no mesmo prédio (o 3º E) foi comprado por um emigrante português que estava isento do imposto de sisa por 70.200 contos (351 mil euros), ou seja, mais 50 por cento do que o valor declarado por Sócrates. Sócrates sabe negociar. O Vizinho não sabe. Sócrates tem sorte. O vizinho não tem. Ou então enfrentámus uma deflação severa durante a década de 90 que me escapou. Ou então... tudo não passa de mais uma campanha com cor a designar.

 
At 24 de fevereiro de 2009 às 21:30, Anonymous Anónimo said...

Oh Sr. João Pinto, não se esqueça também de pagar o resto dos quadros que deve à galeria.

 
At 25 de fevereiro de 2009 às 20:12, Anonymous Anónimo said...

Oh, meus amores... como todos escrevem bem e depressa. Infelizmente nem todos devem ser portugueses porque alguma da escrita deixa muito a desejar à ortografia lusa!!!!! Será que Ponte de Sor se resume à Câmara Municipal? Ao seu(nosso) Presidente ? Á Fundação A.Prates? Ao Charcas? Ao Saraiva? À politiquice nojenta que corrói e destrói lentamente mas a passo certo a nossa sociedade, o nosso lado humano? Por acaso já alguém se lembrou de falar de alguma coisa boa e interessante que se tenha passado nesta cidade? Por acaso já algum de vós que tem por hábito escrever neste blog se preocupou com um assunto extremamente grave que se está a passar mesmo debaixo dos nossos olhos?? Alguns de vós são pais ou mães de alunos que frequentam a Escola Secundária de Ponte de Sor? Será que ainda ninguém sabe nesta cidade da pouca vergonha que se passa naquela escola? Alunos que vão bêbados e dopados para as aulas, professores que não sabem dar sequer a matéria da disciplina de sua responsabilidade, alunos que passam anos e anos a tirar negativas a determinadas disciplinas e só tiram positivas quando fazem as provas a nível nacional ou por sorte, mudam de professor?????? Já pensaram que o mundo de quem escreve nestes blogs é desses mesmos jovens que são desencorajados pelos próprios professores no 1º período que têm a lata de lhes dizer cara a cara " não vale a pena investir em vocês, porque vocês são burros, para o próximo período vou-me dedicar só a 3 ou 4, o resto é tempo perdido". A minha pergunta é: O que é afinal um professor? Sou mãe de um aluno dessa escola e de outro que já a frequentou há já alguns anos, e tanto as moscas como o esterco continuam iguais... é espantoso a capacidade de "burrice" de alguns professores dessa escola nomeadamente de 1 prof de uma disciplina crítica, Matemática, como não poderia deixar de ser... Prof esse que já em 1995, 6 e por aí fora começava os exercícios no quadro e como não os sabia resolver, apagava-os e dizia aos alunos:" vamos fazer outro, não era este que eu queria..." É triste, só se preocuparem com os sobreiros , as oliveiras, os pinheiros e todas as outras árvores que terão que ser, ou foram derrubadas para o alargamento do aeródromo, esquecem-se que essas árvores podem ser replantadas em número muito maior noutro local? E os nossos filhos, quem lhes planta, replanta e rega a sabedoria para poderem ser os Homens de amanhã? Se calhar se todos vós olhassem um pouco mais à vossa volta veriam que a vida e o conhecimento são valores muito mais preciosos do que a politiquice e que o "desgraçado" do "Bugalheira" como lhe chamam, não é o dono de Ponte de Sor, somos todos nós que contribuimos para este caos, para todas as "trafulhices" como vocês lhes chamam, nós os que moramos em Ponte de Sor e nos arredores se fossemos um pouco mais humanos, dignos, honestos e inteligentes, haveria tanta coisa a que se dá tanta importância e que de um momento para o outro se tornaria tão sem conteúdo, tão cheia de nada... É a primeira vez que aqui escrevo, visito algumas vezes, mas, infelizmente vou deixar de visitar e nem vou responder sequer a qualquer comentário a este meu "desabafo", porque só leio coisas deprimentes, nojentas, insultuosas e o meu conselho a todos que têm por hábito aqui ler e escrever é: comprem um espelho e verão que a imagem por ele reflectida é o rosto desta cidade...

 
At 25 de fevereiro de 2009 às 21:19, Anonymous Um imigrante natural de Ponte de Sôr said...

Querida mãe (dos seus Rebentos):
Li e reli o seu comentário, até lhe acho piada, sabe eu até lá estudei, como os seus filhos, na Escola Secundária de Ponte de Sôr, nunca esqueci ao longo da vida o que lá aprendi, mas, em Ponte de Sôr há sempre, um mas, a senhora até pode estar cheia de razão, mas meteu as mãos pelos pés, no seu comentário.
A senhora que gosta tanto do seu "amado bugalheira" era melhor ir falar com ele para lhe resolver o problema.
Ele é que é o "rei que vai nú" aí da cidade.

 
At 26 de fevereiro de 2009 às 00:16, Anonymous Anónimo said...

A questão da escola secundária é uma situação bastante critica e em grande parte deve-se a decisões por parte do Governo Central. Esses factos que apresenta, alunos bêbedos e afins, deve-se a medidas implementadas, especialmente por este governo, que permitem a certas "crianças" frequentarem o ensino secundário para encher estatística em nome do pomposo palavrão "integração". Nessa escola, como em muitas outras, há certos alunos a quem deveriam ser vedados certos serviços. Há pessoas que estão nessa escola e nunca tiveram perspectiva de enveredar pelos valores de se ser aluno e continuam sem querer. Esses jovens (toda a gente sabe quem são) têm na escola, não a oportunidade de cultivarem a sapiência, mas sim a oportunidade de criar terror, roubar, mal tratar e desencaminhar aqueles que conseguiriam terminar os estudos com sucesso não fosse a tentativa frustrada de integração destes arruaceiros, estes autênticos casos perdidos.
Podem agora responder que é uma questão de igualdade e oportunidade. Quanto à igualdade, quem a quer luta por ela independentemente do regime em vigor. Nunca deverão ser terceiros a lutar pela igualdade dos outros. Cada um vive para que tenha direito à igualdade dentro da sociedade e ela não deve ser impingida aos outros. Como uma sociedade, em geral, luta pela igualdade, não nos apercebemos que na verdade cada um de nós, isoladamente, esta a lutar por ela. Eles não querem integração nem igualdade. Quanto à oportunidade, só se pode falar em oportunidade quando é, à partida, desejada pelo visado. A esta gente a palavra certa não é oportunidade mas sim acaso indesejado e ao mesmo tempo uma ameaça aos verdadeiros integrados. Uma autentica análise SWOT que a meu ver seria fácil de corrigir.
Quanto à outra questão, comece por questionar a credibilidade dos órgãos superiores da escola. Questione se é legitimo que a actual directora continue em funções. Questione se ela tem os requisitos mínimos para gerir uma instituição de ensino. Quem sabe descobre que a senhora directora, no máximo, tem requisitos para aderir as novas oportunidades, não descurando alguns bons exemplos que as novas oportunidades já proporcionaram.

Cumprimentos de um antigo aluno dessa escola que recorda com saudades esse tempo. Coisa que esses arruaceiros nunca saberão o que é.

 
At 26 de fevereiro de 2009 às 18:31, Anonymous Anónimo said...

Alerta Totó!!!...

Está na hora de acabar o controlo e a falta de liberdade...

Sá esperamos que apareça alguém idóneo para o lugar da "Dra" Conceição Matos.

 
At 7 de março de 2009 às 16:24, Anonymous Anónimo said...

Oh Pintinho paga lá o lote de terreno.
Passados estes anos todos ainda não liquidaste o lote de terreno.

 

Enviar um comentário

<< Home