quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

PONTE DE SOR COM O ENCERRAMENTO DA FUNDAÇÃO ANTÓNIO PRATES AUMENTA O DESEMPREGO


Graças à intervenção do Taveira Pinto, Presidente da Câmara Municipal , Ponte de Sôr, soma agora mais novos desempregados, os da Fundação António Prates, já inscritos no Centro de (Des)emprego.

Etiquetas: , , , ,

34 Comments:

At 22 de janeiro de 2009 às 13:33, Anonymous Anónimo said...

acho piada como e que este blog ainda se espanta com as merdas de incompetencia do bugalheira.
vamos cagar nele , nao votar nele e que venham outros. porque com este e so desgraças, agora e a fundaçao, depois a a actriz (maria joao luis) que quer reforma e sacar algum e depois outros que tais. vamos ter coragem de correr com o pinto da camara de ponte de sor

 
At 22 de janeiro de 2009 às 19:05, Anonymous Anónimo said...

Caros Conterraneos:Pelo facto de não me ser possivel ir com frequencia aí a Ponte de Sor,por vezes estou desactualizado...mas gostariab muito que me informassem aqui no Blog,o que se passou com essa Fundação...que o meu amigo Pinto uma vez me disse que isso seria do melhor que fez durante todos os anos em que está na Camara....e eu acreditei que era assim...será que não é ???

 
At 22 de janeiro de 2009 às 19:29, Anonymous Anónimo said...

A fundação já desapareceu, está fechada e vazia.

 
At 22 de janeiro de 2009 às 19:39, Anonymous Anónimo said...

Num país decente e governado por autarcas honestos, o que sucedeu à Fundação, da responsabilidade exclusiva da cegueira de Taveira Pinto, seria suficiente para Taveira Pinto pedir a sua demissão. Quem quer ficar com os louros também tem de assumir os fracassos.

 
At 22 de janeiro de 2009 às 19:49, Anonymous Anónimo said...

Eng Amante ao poder JÁ!!!!

 
At 22 de janeiro de 2009 às 20:07, Anonymous Anónimo said...

Fosca-se estes comunas andam mesmo tontinhos. Já agora a dupla maravilha. Zézinho Amante e Tonecas Augusto, com o Pilecas a acessoriá-los e mais uns quantos da mesa do lar, que não se importavam de arranjar outro taxinho. Ganhem juizo. Mas queles a andam a arranjar lá isso andam!

 
At 22 de janeiro de 2009 às 20:25, Anonymous Anónimo said...

O "Cabeça de Pião" já disse que não.
Resta-lhe os apaniguados dependentes do poder.
Porque os verdadeiros socialistas, não é caso do "Cabeça de Pião", todos lhe disseram que não e nem sequer votam nele, se tiverem dúvidas falem com eles, aqueles que sempre deram a cara pelo PS até à chegada ao poder do "Cabeça de Pião" e do "Bugalheira".

 
At 22 de janeiro de 2009 às 21:07, Anonymous Anónimo said...

tas a falar de tipos como o da CGD? nem com o cabeça de piao fora do baralho socialista (tem mais que fazer que aturar maiores malucos que ele) tipos como esse da CGD podem alcançar o que quer que seja. Ele bem se mete em bicos dos pés mas nao vai longe. Seria o fim do PS em Ponte de Sor, o que tambem nao seria mau.

 
At 22 de janeiro de 2009 às 21:16, Anonymous Anónimo said...

Epá estas trafulhices constantes deste pintinho ditador já chateiam, são umas atrás das outras, desde ilegalidades nas obras, contrapartidas dos empreiteiros que ganham concursos na câmara, até à escandalosa admissão e promoção dos "afilhados", passando pela perseguição aos que não lhe lambem as botas.. Não há ninguém que vá às trombas ao gajo e o ponha no seu lugar?

 
At 22 de janeiro de 2009 às 21:44, Anonymous Anónimo said...

Parece que o tonho gaiulo tb vai entrar nas listas. Na sei é se é do PSD ou da CDU. Vereador do ambiente.

 
At 22 de janeiro de 2009 às 22:47, Anonymous Anónimo said...

O Tonho G é mais sério que o bugalheira e que o emplasto da CGD.

 
At 22 de janeiro de 2009 às 23:09, Anonymous Anónimo said...

A Família "da Rita" sempre foi uma família mais honesta que os Pintos Bugalheiras.

 
At 23 de janeiro de 2009 às 00:30, Anonymous Anónimo said...

Esse gajo foi importado de onde?
Esse gajo é socialista?
Esse gajo só é socialista desde que foi para vizinho do outro vigarista igual a ele.
Quando falo de socialistas falo dos verdadeiros, não de vigaristas e de ladrões.

 
At 23 de janeiro de 2009 às 00:34, Anonymous Anónimo said...

Porra!
Porreiro, pá!
Já viram bem que os postos de trabalho das empresas e outras tretas que tais que o pintinho foi buscar só dão desemprego?
É turismo comércio serviços fábricas...
Todas foram certas a engordar os números do desemprego no concelho de Ponte de Sôr.

 
At 23 de janeiro de 2009 às 13:17, Anonymous Anónimo said...

Antão e o Nelsom dos Sindicatos?

 
At 23 de janeiro de 2009 às 13:55, Anonymous Anónimo said...

Toda a gente sabe o que se passa no nosso Concelho.
Agora o me custou mais foi ver aquele aldrabão do tal Prates, que e autenticamente analfabeto, vir primeiro dizer que ele vinha educar as pessoas de Ponte Do Sor, so s efosse a ensinar a fazer Fundaçoes para s ebaldar aos impostos e afuguentar as Finanças daquelas tretas que tem em Lisboa tanto no Picoas Residense como nas Twin Towers.
Agora alem de tudo Mentiroso segundo se diz em Lisboa tb vende quadros falsos, ja agora aos discipulos dos Pintos que andam aqui a defenderem Prates Dr Rafael e quejandos, convido a virem visitar as tais lojas do tas gajo.
Porque ele nao diz que depois de ter andado por Lisboa a vender livros do Circulo Leitores, comno arranjou dinheiro??
Os antigos diziam que so se enriquece por nacimento ou por casamento, ele que explique mas ta a vista.
Ele se calhar pensou que o pessoal da Ponte era como a 3ªidade em Lisboa.
Agora alem do mais e LADRÃO se nao fosse nao andava pela calada da noite a assaltar um edificio publico.
Qunato e que este senhor roubou a Cidade?
Sera tb so 5.000 eur que a tal das novelas vai receber com o marido??

Sr.Presidente;
Por favor acredito que no seu cerebro ainda haja uma ponta de esperteza, nao s edeixe enganar, .
Ja sei como voce gosta de ser ditador ja o seu antecessor Hitler queimava livros, quanto mais ignorante um povo e entao mais manipulado sera.
Clar que o senhor tal como Cesar em Roma construia o Coliseu o sr enche aCidade de pavilhoes porque tem de se dar Circo para entreter as pessoas.
Corra com os Prates da Cidade faça um abiblioteca como deve ser. coloque a frente quem saiba alguma coisa, porque o pesoal que etsava na fundaçao, incluindo a Dr nem sabiam o que la estava.
Cumprimentos
Um Pontessorense a viver em Coimbra

 
At 23 de janeiro de 2009 às 18:29, Anonymous JER said...

Não basta apostar no investimento ou mesmo na formação para que uma boa parte da população consiga aceder a níveis de rendimentos razoáveis. Além disso o custo suportado pelos contribuintes nos apoios a investimentos privados que criam emprego é muito elevado, muitas vezes gera apenas emprego qualificado e não oferece garantias de manutenção dos postos de trabalho a médio prazo.

Muitos portugueses que estão no desemprego dificilmente conseguirão voltar a ter emprego ou, se o conseguirem, a ter um emprego estável e remunerado como aquele que perderam nos últimos anos. Os próximos anos serão difíceis para quem perdeu o emprego, não só terão dificuldades de encontrar ofertas de emprego como quando a economia recuperar o nível de qualificação exigido pelos novos investimentos será mais elevado.

Todavia, muitos trabalhadores que por falta de qualificações não encontram emprego seriam capazes de lanças pequenas iniciativas empresariais, como o tem demonstrado o sucesso do microcrédito. São pequenas empresas que criam emprego estável, que estabiliza o tecido social de regiões fortemente atingidas pela desertificação social ou penalizadas por sucessivas crises económicas.

Se em condições económicas normais estas iniciativas deveriam merecer mais apoio por parte dos governos, numa crise gerada pelas dificuldades de acesso ao crédito a criação de pequenas iniciativas empresariais deveriam ser uma prioridade governamental.

Em Portugal as pequenas iniciativas empresariais são fortemente penalizadas pela corrupção na infinidade de instituições envolvidas no licenciamento de projectos, pelas normas e burocracias feitas à medida dos grandes projectos e pelas autoridades que preferem dar milhões a projectos que proporcionam vistosas cerimónias de inauguração.

Lançar uma pequena empresa em Portugal, cumprindo todas as regras é um inferno, quando as licenças camarárias são emitidas já caducaram as dos organismos governamentais e quando todas as licenças foram concedidas já o pequeno investimento se multiplicou ao ponto de se tornar insuportável. Isto na hipótese de o pequeno investidor ter recorrido a poupanças pois se investiu com recurso ao crédito bancário quando começar a produzir já os juros duplicou a dívida.
Para promover estas iniciativas é necessário apoiar, simplificar procedimentos e desburocratizar os serviços do Estado, para além de desenvolver uma cultura de serviço do cidadão ainda inexistente. É necessário igualmente proporcionar o acesso ao crédito com juros razoáveis e sem o oportunismo das chorudas comissões de análises do processo e outros truques dos bancos para ficarem com parte do crédito que concedem ainda antes de o disponibilizarem.

Se o Estado dá avales de milhares de milhões de euros aos banqueiros porque não adopta medidas equivalentes para pequenas iniciativas de emprego? Se joga dinheiro à rua com falsa formação profissional porque não promove formação de apoio e estímulo a estas iniciativas?

Este desprezo do Estado pelas pequenas iniciativas empresariais é um erro, perde-se a oportunidade de criar muitos milhares de empregos com um investimento mínimo e, ao mesmo tempo, o Estado vai jogando dinheiro à rua com formação profissional para inglês ver, subsídios de desemprego, apoios sociais dos mais diversos tipos e investimentos públicos para empregar serventes de pedreiro.

O desenvolvimento não está apenas nas mães dos grandes empresários ou dos banqueiros, esse modelo de desenvolvimento marginaliza muitos portugueses que têm tanto direito aos apoios do Estado como os banqueiros que investiram as poupanças dos seus clientes em operações desastrosas, ou empresários que estão não estão em condições de enfrentar a crise porque quando tiveram lucros se esqueceram de apostar na modernização das suas empresas, optando por aplicações financeiras ou pelo consumo privado.

 
At 24 de janeiro de 2009 às 21:30, Anonymous Anónimo said...

será que é agora que o vigarista do vizinho xuxalista consegue passar de secretário a presidente da Assembleia Municipal? Só se ninguem estiver disponivel para o cargo pois ninguem no partido o quer nem pintado de ouro.

 
At 25 de janeiro de 2009 às 12:43, Anonymous Anónimo said...

Ontem o Presidente esteve e manhã na FIL, a falar para a TSF sobre os empreendimentos do Senhor Carlos Saraiva e o blog não diz nada? Feira de Turismo ou algo semelhante...

 
At 25 de janeiro de 2009 às 16:04, Anonymous Anónimo said...

O Presidente que teve na FIL foi o Bugalheira?? então o que é que o Blog tem para dizer?? a TSF nem se atreva a publicar o que esta merda deste Bugalheira diz,porque vê que é só tontarias e mentiras ....e depois o Bugalheira ainda vem dizer que não disse nada...é como as crinaças de 8 anos....

 
At 25 de janeiro de 2009 às 18:27, Anonymous Anónimo said...

Os vigaristas, corruptos, ladrões, dão-se todos bem.
Tanto o Taveira Pinto como o Carlos Saraiva são iguais.
Mas não se esqueçam do irmão do "presidente do conselho de ministros" que também está implicado na vigarice, bem como o mano.

 
At 25 de janeiro de 2009 às 18:57, Anonymous Anónimo said...

Podem ouvir o programa "Terra a Terra" da TSF em:
http://www.tsf.pt/paginainicial/AudioeVideo.aspx?content_
id=1088394

É só gente do melhor que participou no programa, todos eles foram e deixaram-se corromper pelo artista empresário, em trocas de licenciamentos ilegais, que fez fortuna em pouco tempo.Há ali muito dinheiro sujo proveniente da lavagem do mesmo, através dos diamantes de sangue provenientes da filha do corrupto do José Eduardo dos Santos.Com o apoio do presidente do conselho de ministros de Portugal e do irmão, não é só o tio e os primos, a família está toda metida no esquema.

 
At 25 de janeiro de 2009 às 18:58, Anonymous Anónimo said...

O vigarista do Taveira Pinto até fala do que não existe em Ponte de Sôr.
Como o «Centro de Artes»

 
At 25 de janeiro de 2009 às 19:01, Anonymous Anónimo said...

És mesmo vigaro ó Pinto então o Carlos Saraiva começou logo a destruir a Sagolga e tu falas em: "proteger a Fauna e a Flora"

 
At 25 de janeiro de 2009 às 19:40, Anonymous Anónimo said...

Mas se há tantas ilegalidades qual é o papel da oposição no destino do concelho? Mesmo estando em minoria e não podendo alterar as votações, que denunciem as ilegalidades quando as houver.
No caso dos empreendimentos do C. Saraiva, fala-se tanto e não há nenhum resultado.
É mais um freeport?

 
At 25 de janeiro de 2009 às 21:18, Anonymous Anónimo said...

O caso freeport dura há anos e você queria que o caso sagolga já estivesse resolvido?

 
At 25 de janeiro de 2009 às 22:39, Anonymous Anónimo said...

Mas alguém disse isso? Já vi que deve andar nas Novas Oportunidades. Falei no papel da oposição.
Como querem tirar o actual Presidente se não assumem o papel de verdadeira oposição, ou pelo menos passam a mensagem de que o assumem.

 
At 26 de janeiro de 2009 às 18:56, Anonymous Anónimo said...

Já leu os ultimos jornais? A Ponte e Ecos do Sor, não dizem tudo, mas já vão transmitindo (pouco) o que a oposição tem vindo a manifestar.

 
At 30 de janeiro de 2009 às 22:55, Anonymous Anónimo said...

eu moro perto da fundação e só vi o nome mais nada
tenho conhecimento de um bar/restaurante e pouco mais ou nada passo dezenas de x pela frente e nunca vi portas abertas simplesmente vi o portão que dá acesso ao dito bar mas o culpado não acho que tenha sido o Pres.Camara mas sim quem fez desse tal de Antonio Prates que eu com 43 anos sempre em Ponte de Sôr nuncaouvi falar só na altura quew começaram a falar da dita fundação

 
At 31 de janeiro de 2009 às 20:53, Anonymous Anónimo said...

Cidadão de 43 anos, por onde tens andado pela cidade ou pela lua?

 
At 1 de fevereiro de 2009 às 13:01, Anonymous Anónimo said...

AO COMENTADOR DE 43 ANOS:
Então a culpa não é do P.da Camara?? terá de ser obrigatóriamente pá!!!não temos é a culpa dele não valer nada de nada!!! tem menos juizo que um miudo de 8 anos...
Se não conhece o Sr.António Prates..fica a saber quem é...é um senhor de Vale de Açor que está desde muitos anos em Lisboa e vinha cá poucas vezes,não é Dr.mas conseguio enganar o Sr.Dr.Bugalheira que tem a mania que é Esperto(MAS NÃO É...)assim deu no que estamos a ver....
O Sr. Prates e o Sr.Bugalheira não devem de saber o que é uma Fundação...
Repare em Galveias temos a Fundação...isso sim tem actividades,dá emprego a muita gente e não está à espera que lhe deem subsidios....
Isto é que é uma FUNDAÇÃO....

 
At 1 de fevereiro de 2009 às 13:21, Anonymous Anónimo said...

Ò Bugalheira és mesmo Tó Tó pá...Então ainda tens a pouca vergonha de vires dizer que vais ser o candidato PS ...Tu e tudo o que neste concelho apoia o PS...depois disto tudo:
Fundação,Campo de aviação,Obras clandestinas e as outras na Barragem de Montargil e Sagolga,(deixaram os construtores do concelho por receberem os serviços que prestaram),falsificação de Actas que deram origem a outras falsificações(O Dr.Normando passou a ser Funcionário dos Advogados que teem contrato contigo na Camara),Àgua contaminada na rede Pública,negociatas com Eléctrico,etc.etc....Tu vai-te esconder para os lados de Poiares e deixa essa gente de Ponte de Sor em PAZ....

 
At 2 de fevereiro de 2009 às 16:21, Anonymous Anónimo said...

Tatinhos dos que esbenjam o dinheiro dos nossos impostos!!!!
Cada um de nós precisa mentalizar-se que o dinheiro gasto seja onde for, apenas surge de quem trabalha. Depois, pensar nas dificuldades que tem para gerir as suas despesas e equacionar se quem gere a outra parte do dinheiro que lhe tiram, o está a fazer bem.
E deve pensar nisso sobretudo quando precisa de uma consulta urgente, quando não sabe se o dinheiro lhe vai chegar para pagar a luz, quando tem o seguro do carro para pagar e vê cruzarem-se consigo, não sei quantos individuos que nem carta têm e que ainda vivem do endimento mínimo.
Vive-se num país justo?

 
At 5 de fevereiro de 2009 às 21:29, Anonymous Anónimo said...

Está de parabéns o vereador Lizardo pela declaração de voto que apresentou na reunião de Câmara de 14/01/2009.

 

Enviar um comentário

<< Home