terça-feira, 8 de novembro de 2005

AGÊNCIA DE VIAGENS "BUGALHEIRA & COMPANHIA"

A saga das viagens já começou, mas desta vez bem mais cedo.

Mais uma viagem mais uma corrida, desta vez foram contemplados o Secretário do Pinto, Luis Jordão e o Vereador Luís Laranjeira, numa viagem a Cabo Verde. Este ainda não aqueceu o lugar e já anda de malas e bagagens nas viagens que só o presidente da câmara e acólitos conseguem vislumbrar benefícios para o concelho.

23 Comments:

At 8 de novembro de 2005 às 16:03, Anonymous A. Tomé said...

1 MILHÃO DE EUROS EM VIAGENS?

COM O NOVO MANDATO O VALOR VAI SER BATIDO?

OS PONTESSORENSES PAGAM ESTAS MORDOMIAS AOS LADRÕES DO TAVEIRA PINTO & COMPANHIA!

VÃO TODOS PARA A P... P...

 
At 8 de novembro de 2005 às 16:51, Anonymous Anónimo said...

O luis laranjeira ja esta aprender os truques... A zanga dele era nao estar a comer do tacho por isso é que ele fazia desabafos sobre o Taveira Pinto

 
At 8 de novembro de 2005 às 16:55, Anonymous Anónimo said...

Se calhar vão (re)evangelizar...

 
At 8 de novembro de 2005 às 17:25, Anonymous Manuel Luis Silva Rebelo said...

Caros condidadãos desta terra:

Desde já vos peço desculpa pelo tom forte do meu texto:

-Mas para acabar com isto de uma vez por todas não se pode acreditar na política e na justiça;

-Este assunto só se vai resolver dando uns valentes tiros de zagalotes na tromba destes políticos, ladrões que governam o nosso municipio.

 
At 8 de novembro de 2005 às 19:06, Anonymous Anónimo said...

Além do que disse do Pinto sabem o que fez nas galveias nas últimas eleições andou a pedir para não votarem no Partido Socialista para Junta de freguesia vejam só como as coisa estão.

 
At 8 de novembro de 2005 às 22:39, Anonymous Anónimo said...

As putas ao poder que os filhos já lá estão.

 
At 9 de novembro de 2005 às 02:16, Anonymous Anónimo said...

Não seria mais barato a Câmara mudar-se para Cabo Verde? Passam lá a vida...

 
At 9 de novembro de 2005 às 09:45, Anonymous Anónimo said...

E a oposição, que só se vê quando tenta ir para o lugar que não é do gajo?

 
At 9 de novembro de 2005 às 14:51, Anonymous Anónimo said...

Iam todos para Cabo Verde. Presidente, vereadores e oposição. parece que aquilo tem bom marisco, boas praias e belas gajas...

 
At 9 de novembro de 2005 às 14:53, Anonymous Anónimo said...

http://www.geocities.com/autonomiabvr/trabutil.html

 
At 9 de novembro de 2005 às 15:05, Anonymous Anónimo said...

Se nem "evangelizar" vão, só podem ir gozar. À nossa custa. O que é muito mau...

 
At 9 de novembro de 2005 às 15:35, Anonymous Anónimo said...

Não concordando com certos princípios da "Biblioteca Virtual Revolucionária", e só tendo lido até agora, aliás como todos fazemos, o que mais me interessou, parecem-me muito interessantes alguns artigos, nomeadamente sobre o trabalho, a produção, o bem estar e as hierarquias, de esquerda ou de direita.

 
At 10 de novembro de 2005 às 14:13, Anonymous Garcia Rocha said...

O Zé da Ponte anda a falhar. Cada vez há menos posts neste blog, e consequentemente menos leitores. Agora já nem é actualizado diariamente! Passaram as eleições, passou o interesse, acabou o mito que a CDU ia derrubar o Pinto e o PSD chegaria aos 2 vereadores.

Porque é que está tudo tão chocado com as viagens e os seus custos? Toda a gente que votou PS sabia o que a casa gastava, isso foi amplamente divulgado. Mesmo assim deram uma maioria absoluta ao Pinto. Conclusão: o povo de Ponte de Sor, estúpido e embrutecido pelo tempo, tem o que merece. Estou farto de dizer, quem está mal que se mude, como eu.

 
At 10 de novembro de 2005 às 14:47, Anonymous Anónimo said...

como pode haver oposição? Se tudo ou quase tudo, depende da "generosidade" da Câmara? associações, electrico, jornais, RTL, juntas,empresarios que acabam tambem por depender da camara. Seria uma tese interessante avaliar o valor economico da genrosidade da camara municipal. Aguardemos o proximo Relatorio de Contas...

 
At 10 de novembro de 2005 às 15:33, Anonymous Anónimo said...

Em minha opinião temos de lutar permanentemente contra a opressão, a corrupção, a ambição desmedida e o medo; mas, convém sempre termos presente a eternidade de tudo e de de todos.
Por outro lado, até na "cadeia", ao lado do guarda, podemos ter liberdade. Verdadeiramente, mesmo perante o terrível torturador temos a libertação da(o) morte.
Aquela coisa de, se não conseguirmos vencer o inimigo nos juntarmos a ele é um grande erro.
É também muito importante o equilíbrio entre o ter e o ser.

 
At 10 de novembro de 2005 às 19:04, Blogger JoaquimMarquesMachoqueira said...

A propósito de prestação de contas e de orçamentos: os comunistas dizem que a Biblioteca existente em Montargil, na Casa do Povo, foi fechada por T. Pinto. Senhor presidente, senhores socialistas, será muito pedir que a reabram, de preferência com Internet?

 
At 10 de novembro de 2005 às 20:33, Anonymous Anónimo said...

Entretanto, na Tramaga já foi inaugurado um bom edifício da Junta de Freguesia..

 
At 11 de novembro de 2005 às 13:06, Anonymous Anónimo said...

1) “ Sem divertimento, o aprendizado e a evolução são impossíveis. O divertimento é a raiz de onde brota a arte original... a própria técnica nasce da diversão... o trabalho criativo é divertimento; é a livre exploração dos materiais (e ideias, digo eu) que escolheu. A mente criativa brinca com os objectos que ama. O pintor brinca com a cor e o espaço. O músico brinca com o som e o silêncio. Eros brinca com os amantes. Os deuses brincam com o universo. As crianças brincam com qualquer coisa em que possam pôr as mãos... A brincadeira é natural nos mamíferos superiores, e exacerbada nos macacos e chimpanzés... “Mas quando se alcança a diversão”, escreve Huizinga, “se adquire compreensão, porque onde há diversão não existem problemas... O divertimento não depende do que fazemos mas de como fazemos (tem de depender dos dois, depende sempre, digo eu)... o ambiente onde a diversão ocorre pode ser informal ou extremamente solene... até o trabalho mais difícil, se enfrentado com espírito alegre ( e certo, acabar com esse trabalho, p.e., digo eu), pode ser diversão... o divertimento desafia hierarquias sociais... misturamos (ou dividimos, digo eu) elementos que anteriormente estavam separados... Esse é o valor evolucionário da diversão – ela nos torna mais flexíveis... Brincar é diferente de jogar. Brincar é ter o espírito livre para explorar, ser e fazer por puro prazer. O jogo (ou trabalho... ) é uma actividade definida por um conjunto de regras. A brincadeira é uma atitude, uma disposição, uma maneira de fazer as coisas...”(pgs. 49 e 50 de: Ser Criativo, de Stephen Nachmanovitch)
2) O problema do anti, seja contra o que for, é o mesmo do pró, seja pelo que for.
3) Temos sempre tudo em comum. Mas o inimigo-amigo é real, especialmente quando chega bruto ou manhoso.
4) Tem de ser a legalidade e a justeza.
5) O dinheiro não tem mal nenhum, e, pode até ser útil e belo. O problema está mesmo no amor ao dinheiro

 
At 11 de novembro de 2005 às 20:00, Blogger JoaquimMarquesMachoqueira said...

Também já estou a ficar preocupado com a ausência do Zé da Ponte, apesar de não o conhecer pessoalmente?

 
At 13 de novembro de 2005 às 22:19, Anonymous Anónimo said...

O Zè da Ponte nao atingiu os objectivos da campanha..mas no fundo sempre garantiu o lugar dele ao sol..por isso nao há necessidade de dar noticias com tanta frequência.

 
At 14 de novembro de 2005 às 16:58, Anonymous J. M. Gonçalves said...

Oh caro(a) anónimo(a):
Ganha um pouco de tino, não sabes do que falas...

 
At 14 de novembro de 2005 às 17:41, Anonymous Anónimo said...

Eh pessoal!

Então já estão a ficar ...?

 
At 14 de novembro de 2005 às 17:48, Anonymous João Carlos Andrade said...

A nova sede da Junta de Freguesia de Ponte de Sôr está prevista para o ano 2515?

Peço desculpa com a nova orgnização política do país da autoria do Dr.António Costa (Ministro da Administração Interna/Policias) e do Professor de Direito Vital Moreira( aquele que defende com unhas e dentes o menino Paulo Pedroso) o concelho de Ponte de Sôr fica com 2 freguesias o resto passa à história.

Para quê gastar dinheiro em obras (como sedes de Juntas de Freguesias) quando as escolas da mesma freguesia e do concelho os alunos têm de levar mantas para tapar o frio!.

 

Enviar um comentário

<< Home