quarta-feira, 16 de novembro de 2005

MONTARGIL, QUE DESENVOLVIMENTO?


Andei no passado sábado a cavar com o motocultivador, como faço 2 ou 3 vezes por ano, com a mãe, um pedaço de terra de horta que meu pai nos "deixou".
Depois passei pela Farinha Branca, onde estavam a jogar futebol o Montargilense e o Gavionense.
Quem, é de Montargil e arredores, pode ir ao futebol sem se lembrar de que a Escola Secundária foi feita, na Lomba, no antigo Campo de Futebol "Dona Berta Courinha", com a promessa feita, há aí uns 10 anos, por Taveira Pinto, diante do António Gueterres, de que brevemente iria a Câmara Municipal de Ponte de Sor fazer em Montargil um Parque Desportivo no Laranjal?
Até agora nada.
Entretanto, se fosse feito um Campo Sintético na Farinha Branca como o de Ponte de Sôr, já era bom.


Também sei que o Instituto de Desenvolvimento Rural e Hidráulica e Associação de Regantes do Vale do Sorraia já deram autorização para a construção, a cargo da Empresa Águas do Norte Alentejano, S. A.,em terrenos do domínio público a jusante da Barragem de Montargil, da nova E.T.A.R. (Estação de Tratamento de Águas Residuais), e, até agora, nada...
Também fixei a proposta do Eng. Lizardo para a construção de um Centro de Congressos em Montargil.
Ora, se para já fossem colocados no Orçamento Municipal 25.000 Euros para restauração do Edifício da Casa do Povo, também era muito bom...

Joaquim Machoqueira

7 Comments:

At 16 de novembro de 2005 às 17:23, Anonymous Anónimo said...

O Parque Desportivo só ainda não feito feito porque as laranjeiras acabaram por secar com a geada. E uma promessa é uma promessa. E se a promessa era de construir o Parque Desportivo no Laranjal é justo que primeiro se plantem as laranjeiras e só depois de estarem crescidas se construa o Parque. É que eu cá mentiras não admito!

O presidente da Câmara (ou alguém por ele)

 
At 16 de novembro de 2005 às 19:31, Anonymous Anónimo said...

Montargil so agora passou a ser uma Freguesia de respeito, com pessoas idóneas à frente dos seus destinos. Se foram sempre do contra e nada fizaeram, agradeçam a quem vos administrava e mentia.
Agora o Professor vai fazer a Obra, é uma pessoa de bem e séria.
A Freguesia de Montargil a partir de agora irá ser uma terra de futuro.

 
At 16 de novembro de 2005 às 19:59, Blogger JoaquimMarquesMachoqueira said...

Obrigado Zé da Ponte, por este Post.

CONSEGUIREMOS!

 
At 17 de novembro de 2005 às 18:02, Anonymous Anónimo said...

Mas quem é que são os papalvos que estão à espera de investimento municipal em Montargil?
Em Dezembro, na Assembleia Municipal vai ser discutido o Plano de Actividades da CMPS para 2006. É ver para crer...

Patinhos!!!

...E mais: Só espero que o PS em Montargil agora não destrua os ofícios da anterior Junta de Freguesia da CDU, em que pedia à CMPS apoio para a execução de obras.
É ver para crer...

 
At 17 de novembro de 2005 às 21:50, Blogger JoaquimMarquesMachoqueira said...

Também fico a aguardar pelo Plano de Actividades, que espero chegue até aqui, pelo menos nas suas partes mais importante.
Quanto a papalvos e patinhos, parece que os há cada vez menos. Mas, quem não se puser a pau, será isso mesmo em 22 de Janeiro e sempre...

 
At 18 de novembro de 2005 às 18:13, Anonymous Anónimo said...

Tanto quanto me disseram,a ETAR de Montargil, ainda não pode ser construida apesar dos pareceres favoraveis do IDHRA, Associação de Regantes, Ministerio do Ambiente e Camara Municipal, porque a Direcção Geral do Património, não concordou com o preço proposto (2€/m2) para a compra do terreno, (uma empresa controlada pelo estado a pagar ao estado...)- é o país que temos

 
At 19 de novembro de 2005 às 23:50, Blogger JoaquimMarquesMachoqueira said...

Uma Empresa,por enquanto ainda controlada pelo Estado, diriam alguns, a pagar ao Estado não parece realmente correcto. Como não parecia, p.e., certo, anos atrás, que os funcionários públicos também pagassem imposto profissional, hoje IRS. Mas, os tempos mudam. Agora até já há Notários privativos, como existiam, aliás, em Roma, cobradores de impostos particulares...
E, um dos problemas é quando se mexe em tudo, para ficar tudo na mesma, ou pior!
E o problema: o domínio do Estado por "lobies", para não dizer outra coisa.
E, a coisa "pia" tanto mais fino, senhores ... quanto a nova ETAR melhora a qualidade da água da Albufeira. Quanto ao preço agrícola da terra, para aí um sequeiro de 3ª, dificilmente ultrapassará os 0,2€\m2.

Joaquim Machoqueira

 

Enviar um comentário

<< Home