terça-feira, 8 de abril de 2008

TAVEIRA PINTO SENTA-SE NO BANCO DOS RÉUS

Começa amanhã,
9 de Abril, quarta-feira
no Tribunal
de Ponte de Sor

o julgamento do Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor Taveira Pinto, acusado do crime de difamação, a uma funcionária do município de Ponte de Sor.



Etiquetas: ,

35 Comments:

At 8 de abril de 2008 às 11:20, Anonymous Anónimo said...

Vão-se preparando...

Só falta um dia...

E...

Até podeis ir assistir ao vivo...

 
At 8 de abril de 2008 às 11:26, Anonymous Anónimo said...

ESTE JULGAMENTO VAI SER ADIADO.
QUEM JULCA O DR TAVEIRA PINTO É O POVO NAS ELEIÇÕES.TÁ?

 
At 8 de abril de 2008 às 13:12, Anonymous Anónimo said...

O dr. João Pinto começa a sentar-se no banco do réu.
Amanhã é o primeiro de muitos julgamentos em que este senhor vai ter pela frente.
Vão ser muitas as vezes que ele se vai sentar no banquinho, frente aos Juízes.
Isto vai ser lindo!

 
At 8 de abril de 2008 às 18:08, Anonymous Manuel P. said...

O julgamento do Bugalheira é público, por isso podeis ir todos assistir ao mesmo, amanhã no Tribunal de Ponte de Sor.

 
At 8 de abril de 2008 às 20:20, Anonymous Anónimo said...

Mas quem é a funcionária? Alguém me diga.

 
At 8 de abril de 2008 às 21:41, Anonymous R.M. said...

Como em tudo na vida, há sempre duas espécies de homens, mormente na esfera pública em que os interesses avultam e a ambição e desejo de enriquecimento rápido torna a natureza humana mais permeável às tentações desse vil metal que, por regra, incorrem em ilícitos penalizados pela lei. Apesar de em Portugal, como é sabido, a culpa tende a morrer solteira, razão por que certos autarcas em lugar de estarem na cadeia estão, simplesmente, no exercício de funções autárquicas.

Este processo é, apenas, uma amostra conhecida do poder local do nosso concelho miserável que temos, e, entre outras coisas, revela bem o funcionamento e capacidade do sistema judicial em Portugal, mormente no apuramento, celeridade e julgamento daquilo que podemos designar por crimes ligados ao universo complexo e oculto da corrupção política.

Libertos do princípio republicano do limite de mandatos, os autarcas assumem um grau de poder pessoal que não deve comparar-se com o poder dos demais titulares de cargos públicos.
De resto, a sua benevolência ou hostilidade pode beneficiar certa empresas ou grupo de empresários, mas também pode penalizar ou mesmo arruinar certos agentes sociais e económicos ou meros cidadãos.
Esta dualidade é, por maioria de razão, aplicável à relação do poder das autarquias com os chamados "patos bravos", ou seja, os construtores civis, que hoje já não andam de mercedes Behind-the-Line-Mercedes com o palito na boca e com o cotovelo à janela enviando cuspidelas para a via pública enquanto estacionam à beira das obras.

Hoje, tudo é mais sofisticado, porém existem certos procedimentos que ainda se mantém e que visam alimentar aquela dualidade que acima referimos.
Na prática, basta atrasar certos pedidos de resposta para efeitos de licenciamentos de obras para que os custos financeiros das mesmas se demorem e arrastem no tempo, e sendo assim os custos disparam e tudo se transforma num tremendo pesadelo.

A lentidão das respostas das autarquias constitui, desse modo, uma forma de manobra política e, ao mesmo tempo, uma marca do pior dos procedimentos corruptos que, infelizmente, algumas autarquias em Portugal ainda hoje praticam para "sacar" (ou extorquir, como se quiser ver o problema) dinheiro aos cidadãos, aos empresários que querem realizar as suas obras.
Mas é óbvio que neste jogo há sempre contrapartidas para as autarquias, para os empresários e, por regra, quem fica penalizado é o próprio cidadão, por ser o elo mais fraco dessa cadeia de relações tão complexas quanto obscuras.

Paralelamente, as autarquias ao gerirem "criteriosamente" a "caixa dos interesses e dos favores", estão a gerir o seu próprio futuro e a afastar cada vez mais do poder a oposição - por via da "compra de recursos" que lhes permita dilatar no tempo a sua permanência nesse mesmo poder.

Por outro lado, a lógica da proporcionalidade do poder, que remonta a 1976 e foi uma conquista importante do PCP a fim de viabilizar a sua presença no poder autárquico e conferir uma garantia de democraticidade, já não têm o mesmo valor que há uma ou duas décadas.
Pois é sabido que em certos casos a "oposição também se compra" a fim de viabilizar maiorias funcionais que permitam fazer aprovar as propostas votadas.
O passivo deste sistema implica que os autarcas do chamado centrão (PS e PsD) têm de partilhar benesses perante a central sindical dos autarcas que é a Associação Nacional de Municípios.
Tal implica que a partilha dos interesses e das benesses públicas observe uma lógica transpartidária e não uma lógica partidária ou mesmo sectária, como à partida se suporia.

Veja-se o exemplo purificador (e singular) de Rui Rio quando este chegou à Câmara Municipal do Porto - onde hoje desempenha funções. Rio chegou e denunciou imediatamente as patranhas e a corrupção instalada na autarquia da 2ª maior cidade do País, meteu Pinto da Costa no seu devido sítio, cilindrou os compadrios, intensificou os processos judiciais, impediu que muitos oportunistas continuassem a enriquecer ávidamente gerando desigualdades sociais gritantes e criou hábitos, práticas e uma cultura de maior transparência política que hoje é muito positiva no clima de confiança geral na vida da cidade e na sua relação com os seus agentes e forças vivas.
Mas é óbvio que esta nova cultura de justiça e de transparência imposta por Rui Rio na cidade do Porto - desagradou a muita gente, os mesmos que dantes viviam sentados à mesa da gamela do orçamento da autarquia.

Mas paralelamente a este tipo de corrupção mais dura - existe, diria, aquilo a que poderia chamar a corrupção soft, i.é, aquela que não envolve directamente ilícitos ou actos que violem gravemente a lei, mas que pressupõem esquemas de sedução pública e de efeitos de colagem ao clube de futebol local, promessas mais ou menos estabelecidas entre eles, apoios cruzados entre massas associativas e certos agentes autárquicos e todo um conjunto de relações que visam estreitar esse tipo de relacionamento entre autarcas e agentes desportivos que, por força da natureza das coisas, envolvem as massas associativas desses clubes que, nos momentos eleitorais, acabam por ter alguma influência - directa ou indirecta - na eleição de determinados autarcas.
Este tipo de relações acaba por desvirtuar a democracia pluralista e o rule of law...

Ora, esta relação de sedução semi-pública, em inúmeros casos acentuada com permanência em programas de carácter desportivos que contam com a presença de certos autarcas que comentam o fenómeno desportivo de forma sistemática, deveria ser revista pelo legislador em nome do chamado interesse público (maior) que deveria ser acautelado.
Permitir a situação que hoje existe é um convite à eventual promiscuidade entre agentes políticos locais e agentes desportivos no habitual trade-of entre esses dois mundos que hoje se fundiu nessa perversidade que responde pelo nome de "futebolítica".

De resto, e já que a Associação Nacional de Municípios deseja a transparência, deveria começar, desde já, por dar o exemplo e assegurar a defesa dos autarcas - independentemente da sua filiação partidária - que passaria, naturalmente, por evitar que esses agentes políticos se possam passear (e autopromover) de forma sistemática por programas públicos de tipo exclusivamente desportivo - sem que daí resulte um comentário desportivo especializado e qualificado mas, perversamente, se enraize um tipo de relacionamento entre certos autarcas e certos clubes de futebol tendente ao reforço dos interesses mútuos que nesse perigoso e promíscuo jogo de sedução político se estabelece.

Um jogo sempre obscuro e que, por regra, lesa o interesse público, baralha o já cego Tribunal de Contas, não valoriza a verdade desportiva e apenas dá azo a que um grupo de pessoas vaidosas, arrogantes e egocêntricas se aproveite abusivamente dos contactos mediáticos de que dispõem para inflacionar a sua notoriedade e conquistar o poder autárquico em Portugal ou, em certos casos, reforçar as condições objectivas para o seu reforço no quadro da sua manutenção no poder.

Se a Lei não olhar para este tipo cruzado de interesses promíscuos entre alguns agentes do poder local/autarcas e alguns agentes desportivos (lato sensu) será a sociedade, no seu conjunto, que deverá censurar este tipo de práticas e de aproveitamentos manhosos que o Poder local vai registando em Portugal sem que daí resulte algum benefício acrescido para os munícipes das aldeias,vilas e cidade deste nosso querido concelho.

Até que esta censura social se estabeleça entre nós como prática saudável, continuará a haver sempre pequenos políticos oportunistas que farão dessa parasitagem do fenómeno ligado à futebolítica um meio de singrarem na política (local e nacional), e enquanto estes esquemas sociais perversos forem permitidos entre nós o paraquedismo político em certas autarquias continuará, lamentavelmente, a ser uma triste realidade.

 
At 8 de abril de 2008 às 21:46, Anonymous Francisco Lopes said...

Agora já percebi porque é que o Dr. Pinto não prestou declarações à comunicação social sobre o fecho da Delphi.
Está com medo de abrir a boca, porque vai ser julgado amanhã no tribunal da cidade.
Mas pelo que já se sabe, vai ter os media à perna no julgamento...

 
At 9 de abril de 2008 às 00:13, Anonymous Anónimo said...

preocupem-se com coisas importantes, tipo a origem do escaravelho da batata, em vez de tarem feitas comadres à janela a coser meias e a cortar na casaca dos outros... ponte de sor é a capital a costura! é só alfaiates e modistas... Qualquer dia faço um fato de madeira a um, e meto-vos a fazer companhia à Amalia.

 
At 9 de abril de 2008 às 00:27, Anonymous Francisco José Silva Lopes said...

O cobardolas do último anónimo é como o dono se lhe batem os pés foge com medo.
Sabe, não mete medo a ninguém.
Ponha-se a pau, porque o que diz que faz aos outros pode-lhe acontecer a si.
Um conselho par si seu cobardolas, vá assistir ao julgamento de hoje e veja com os seus olhos e ouça com os seus ouvidos as trafulhices do seu dono.

 
At 9 de abril de 2008 às 10:54, Anonymous Anónimo said...

Mas que cambada de ignorantes, vão buscar tudo e mais alguma coisa que na tem nada nada a ver...
O que é que a Delphi tem a ver com isto nada..
gostam mesmo é de difamar, mas vai sempre correr-vos tudo mal, cambada de banas...
Força TAVEIRA PINTO, mostra a estes punheteiros o que é ser um grande lider e um grande homem...
Ponte Sor está contigo e isso vê-se sempre nas eleições...

 
At 9 de abril de 2008 às 12:57, Anonymous Manuel P. said...

Vai chamar momes à tua "santa" mãe!


Vai lá ao tribunal da cidade hoje às 14 h e 30 minutos ver o teu grande lider a ser julgado.

Não faltes!
O julgamento é público, podes assistir.´

 
At 9 de abril de 2008 às 14:11, Anonymous Anónimo said...

Os "xuxas" estão a entrar no desespero total, o grande lider, está a sentar-se no banco dos réus.
Está a ficar sem pio.

 
At 9 de abril de 2008 às 18:55, Anonymous Anónimo said...

Então ò lambe botas do Pintainho!!foste ouvir o teu grande lider lá no banquinho??como correu??não me parece que vos tenha corrido bem...porque se corresse já estavas aqui a mostrar a tua satisfação....

 
At 9 de abril de 2008 às 19:12, Anonymous Anónimo said...

R.M.: escreves muito mas nao dizes nada. (sera que alguem leu aquilo tudo?)

francisco lopes: como ja foi dito: O que é que a Delphi tem a ver com isto ? e eu confirmo: NADA.

Francisco José Silva Lopes: a mim nao acontece nada porque tenho SEMPRE cmg as minhas botas pretas, uma soqueira e quando é preciso levo a passear a Walther P99 uma 9mm caso nao saiba.
e dono? eu nao tenho dono nem tao pouco é o meu lider politico.
sou militante do PNR o meu lider é o dr Salazar, agora simpatiso apenas com o José Pinto-Coelho.

como vez nem sou do PS.. mas enfim.

 
At 9 de abril de 2008 às 19:27, Anonymous PK said...

eu abaixo assino

 
At 9 de abril de 2008 às 19:36, Anonymous R.M. said...

Pobre homem, que não sabe o que diz! Até podes ter uma M60 , não metes medo a ninguém.
Aprende a viver e a respeitar as opiniões alheias se queres que respeitem as tuas.

 
At 9 de abril de 2008 às 21:44, Anonymous Anónimo said...

voces que dizem mal de tudo e de todos (em particular do pinto) deviam ter mais relaçoes sexuais. (e telas com mulas e ovelhas nao conta).

 
At 9 de abril de 2008 às 22:21, Anonymous Anónimo said...

sem duvida este foi o melhor comentario colocado aqui blog.

 
At 9 de abril de 2008 às 22:32, Anonymous Anónimo said...

R.M. se achas que nao te faço nada diz la o teu verdadeiro nome, morada e carro. meto qualquer um a cuspir sangue. meto as perna a dobrar para a frente a qualquer comunista, cigano, homosexual, preto, banana , mentiroso, difamador, punheteiro. etc etc

 
At 9 de abril de 2008 às 22:34, Anonymous Anónimo said...

pergunta la o que aconteu ao filho do ze em lisboa ou ao pai do ze ai na ponte

 
At 9 de abril de 2008 às 23:02, Anonymous Anónimo said...

filho do zé?! qual zé? pai do qual zé? ou explicas quem são os Zés ou es como os outros....so conversa e nada de concreto....o que é que lhes aconteceus então? a esses zés...e que zés são????? gostavamos todos de saber

 
At 10 de abril de 2008 às 00:45, Anonymous Anónimo said...

At Quarta-feira, Abril 09, 2008 9:44:00 PM, Anónimo said... O anonimo pq vens para aqui trazer a tua mae e irma?, e aind apor cima a chamar-lhes MULA e OVELHA
elas podem zangar-se

 
At 10 de abril de 2008 às 00:56, Anonymous Anónimo said...

Este gajo é um palhaço, nao? bate em toda a gente o heroi. Entao tras la essa merda toda para a rua para falarmos a ver se nao te enfio a tua cana do nariz pelo teu proprio olho do cagueiro a dentro. O tipo tem a mania ou nao sei. Tras la a Walther P99 para enfiar-te um balazio plos cornos a dentro.

 
At 10 de abril de 2008 às 09:05, Anonymous Anónimo said...

Cuidado com o super homem das das 7:12 pm, cuidado porque ele tem uma deficiencia mental cronica. Eu tambem tenho um canivete suiço de 12 pontas e nem por isso sou assim tao mao, só para nao dizer o numero de lebres que já limpei com ele. Ó anormal das 7:12pm sou MACGAIVER POR ISSO TEM CUIDADO.

 
At 10 de abril de 2008 às 09:29, Anonymous Anónimo said...

O dr João Pinto ontem no tribunal não disfarçava o nervosismo que este processo e outros lhe vão causando, sente o fim aproximar-se.
As vigarices, trafulhices e actos ilicitos são tantos, que vamos ter um ano em cheio de idas e de presença do presidente do município no banco dos réus.

 
At 10 de abril de 2008 às 12:39, Anonymous Manuel P. said...

O Pintinho está a ficar louco.
Ontem no tribunal, portou-se tal como é.
A figura triste que é, ficou ontem bem patente nas declarações que prestou.
Até que a magistrada lhe teve de o colocar no lugar.

 
At 10 de abril de 2008 às 13:59, Anonymous Anónimo said...

filho do zé?! qual zé? pai do qual zé? ou explicas quem são os Zés ou es como os outros....so conversa e nada de concreto....o que é que lhes aconteceus então? a esses zés...e que zés são????? gostavamos todos de saber

 
At 10 de abril de 2008 às 19:42, Anonymous Anónimo said...

Gostaria muito que alguém me dissese como ficaram ontem as coisas em Tribunal...não estou aí em Ponte de Sor,não falei com ninguém...
os meus agradecimentos antecipados....

 
At 11 de abril de 2008 às 18:42, Anonymous Anónimo said...

o zé da ponte lava os dentes com merda.
tirada directamente do seu cu. com a ajuda do filho

 
At 11 de abril de 2008 às 21:18, Anonymous Anónimo said...

Não haja duvidas que este último comentário só pode ser de:Um Pinto Bugalheira,ou de um lambe botas dele....

 
At 11 de abril de 2008 às 21:22, Anonymous Anónimo said...

Então ò Pessoal da minha querida Ponte de Sor!!!o que fizeram cá esta semana ao meu amigo Pintainho???
O Homem está mesmo louco de todo...mal cá cheguei,a minha mãe deu-me um comonicada dele....li com alguma atenção....Não entendi nada de nada....Só LOUCOS dizem e escrevem o que ele escreveu e assinou....
Ganha juizo,....

 
At 12 de abril de 2008 às 19:00, Anonymous Anónimo said...

Então mas o Pintainho portou-se mal no Tribunal??
Não me parece!!ele é um cagado,sempre o foi,quando algum cachopo lhe batia os pés ele cagava-se todo,como pode ele não obedecer ao Dr.Juiz!!ele só tem garganta na sua própria casa..
Mas se assim foi,só pode é estar já mesmo louco,mas se é...foi ele que contibuiu para tal....

 
At 15 de abril de 2008 às 13:20, Anonymous Anónimo said...

o "pintainho" devia era mandarvos a todos para a guilhotina

 
At 20 de abril de 2008 às 17:36, Anonymous Anónimo said...

O Bugalheira é um ladrão encartado. A prisão espera por ele!

 
At 20 de fevereiro de 2010 às 09:17, Anonymous Anónimo said...

http://markonzo.edu advisories adt security texascounty ordinators pressure washers glifosfato cloaks tempurpedic shhhh air purifiers ordenes dishnetwork journalists treadmills oral prilosec teaming steam cleaners ambion infrared heaters generalitial

 

Enviar um comentário

<< Home