sexta-feira, 4 de março de 2005

PARA AQUELES CUJA A MEMÓRIA É CURTA


Num arquivo, que recentemente obtive, estão um conjunto de documentos, jornais, panfletos, fotos, cartazes e livros muito interessantes, todos eles retratando a tumultuosa vida da Península Ibérica no século XX. Um deles é esta edição falsa do Avante! feita pela PIDE ou pela Legião em 1962 e destinada a caluniar Delgado e a usar o seu passado anti-comunista contra o PCP.
Conhecem-se vários casos de números falsos do Avante!, mas este é mais perfeito na sua cópia do grafismo do jornal verdadeiro.








No arquivo está também uma série de fotografias mostrando uma realidade mais trágica.É um conjunto de fotos tiradas durante a guerra civil espanhola e que desconheço se são total ou parcialmente inéditas pelo menos em Portugal. Todas retratam cenas de violência e morte, fuzilamentos, cadáveres no chão, campos e ruas com mortos. Algumas estão legendadas à mão em português, como esta série que retrata a prisão interrogatório e fuzilamento de "comunistas" em Llerena, na Estremadura, na circunscrição de Badajoz. Sabe-se que Llerena foi tomada pelos nacionalistas em princípios de Agosto de 1936 e que logo a seguir houve centenas de fuzilamentos. É provável que estas fotos testemunhem esses fuzilamentos de 5 e 6 de Agosto. Como neste mesmo período de tempo, o jornalista português Mário Neves se encontrava na região e foi uma das raras testemunhas do chamado "massacre de Badajoz", é provável que estas fotografias tenham sido por ele tiradas ou trazidas.

José Pacheco Pereira

1 Comments:

At 4 de março de 2005 às 12:39, Anonymous Carlos Alberto said...

Pode-se não gostar do estilo de comentários do José Pacheco Pereira, mas temos de reconhecer-lhe a elevada capacidade que tem de abordar os assuntos.
Este post é bem o exemplo disso, bem como muitos outros que este blog tem publicado.
Os seus post's são do melhor que se tem publicado no mundo dos blog's e dos jornais.
Um leitor sempre atento do José

 

Enviar um comentário

<< Home