sexta-feira, 20 de janeiro de 2006

ÁGUA DO CONCELHO DE PONTE DE SOR, UM PERIGO PARA A SAÚDE DOS SEUS HABITANTES


Caros Pontessorenses!

Mais uma vez estamos indignados com o tratamento que os nossos governantes locais dão à nossa terra.
Realmente julgo que cada vez mais, toda esta gestão politica de mau serviço público, faz-nos pensar, como é possível estes senhores conseguir ganhar eleições, será que ganham de uma forma honesta?
Eu sei que não, conheço a forma de trabalhar e agir destes senhores, a maior parte da população de Ponte de Sor não tem se quer a mínima ideia do que se passa no município.
Município de Ponte de Sor é o Presidente, o seu lema é posso, quero e mando, os funcionários sentem-se amordaçados, os técnicos tem medo dele, ninguém pode ir contra a sua opinião, o município é um desgoverno total sem estratégia sem prioridades, sem objectivos, interessa é gastar dinheiro sem qualquer tipo de racionalidade, depois vem as noticias que infelizmente já nos começam a habituar.
Nunca vi uma notícia boa sobre Ponte de Sor.
Dos muitos problemas que nós temos de serviço público a água é sem dúvida dos mais problemáticos, chegamos ao ponto de não ter água suficiente nas torneiras para tomar o banho diário, o fornecimento de água na rede é das piores vergonhas que acontece neste concelho e não me venham dizer que não toca a todos porque sei que sim.
Os depósitos de água, as condutas estão podres, completamente fora da capacidade para as necessidades da cidade, é lamentável, por isso não temos pressão sequer para por um esquentador a funcionar em pleno.
A cidade cresceu em população e nada se fez, a não ser o mais fácil claro!
A Senhora gestora da Câmara Municipal chegou um belo dia e lembrou-se de aumentar o preço da água equiparando esse mesmo preço a outros locais do país, agora pergunto! E não se lembrou primeiro de quantificar a qualidade do fornecimento que a Câmara presta aos seus Munícipes?
Claro que não!
Isso não é ser gestora do município que se tem com objectivo primeiro o interesse dos munícipes, mas sim o interesse de duas ou três pessoas, que lá estão dentro.
Já agora para onde é canalizado o dinheiro que todos nós pagamos, deveria ser para melhoria dos sistemas de abastecimento, ou é para cabazes de natal a quem ganha por mês quase 3.000 euros?
Mas o que mais me entristecesse e até mesmo me indigna é a forma comos este conjunto de pessoas sem escrúpulos políticos ludibriam toda uma população, que parece estar num eterno sono e a morrer aos poucos sem levantar voz e lutar pelos seus direitos e dos seus filhos, não somos portugueses de segunda ou terceira, temos os mesmos direitos que os outros, onde andam as pessoas com mais capacidade intelectual nesta terra, médicos, professores, empresários, engenheiros etc., certamente todos nós temos opinião e voz critica mas estes, enquanto letrados e de maior conhecimento, tem uma obrigação moral em defender as comunidades e o interesse geral das mesmas, a sociedade civil tem de intervir na vida pública.
Por isso estou ao lado de quem denuncia as verdades como é o caso dos Vereadores da Oposição, devemos-lhe dar força para continuar a desmascarar aquilo que muitos não querem ver, acho mesmo que deveria ser criado um movimento civil, de interesse público, cujo objectivo seria acompanhar e sobretudo fiscalizar toda a actuação deste município, nós não podemos continuar a ser ultrajados, com tanta mas tanta manobra e irresponsabilidade, arrogância, desprezo, má educação, tirania, oportunismo, incompetência, falsidades, lembrem-se que nesta legislatura não há nada a perder, o líder destes senhores nas próximas eleições já não volta a ser candidato, agora sim vamos conhece-lo a sério.


Um Socialista
(mas com ideias próprias, não comprado por estes senhores)

9 Comments:

At 20 de janeiro de 2006 às 11:10, Anonymous A.Costa said...

*-Das 39 análises realizadas ao arsénio no município de Ponte de Sôr, no distrito de Portalegre, 15 deram resultados superiores ao limite admitido.

*-Segundo o «Público», mesmo em baixas concentrações, o arsénio pode ter efeitos na saúde (problemas dermatológicos e cancro de pele, bexiga, rins e fígado), se a água for continuadamente consumida durante vários anos.

Em alguns pontos do país, a contaminação da água com arsénio é de origem natural mas, de acordo com o IRAR, também alguns produtos utilizados no tratamento da água podem conter a substância.

Será necessário mais...

 
At 20 de janeiro de 2006 às 12:32, Anonymous Anónimo said...

Ainda só consegui ler, do relatório do IRAR no que se refere a Ponte do Sôr, a parte que se refere à entrega de análises, que também não pareceu famosa. Resta então agora saber se o arsénio é da origem, na nascente, ou dos tratamentos!
E, o movimento cívico é absolutamente pertinente!

JoaquimMachoquiera

 
At 20 de janeiro de 2006 às 12:45, Anonymous João Pedro Amante said...

Proponho um convite à população do concelho para comparecer na 4ª feira, dia 25 de Janeiro, na reunião da Câmara Muncipal que se realizará às 10 horas, no salão nobre do edifício dos Paços do Concelho.

Não será este um bom desafio?!

 
At 20 de janeiro de 2006 às 20:02, Anonymous Anónimo said...

É certamente um bom desafia, porque o assunto é demasiado sério para que a população de Ponte de Sor fique á margem dele.
Vou até mais longe, penso que os vereadores da oposição e todos aqueles que de uma forma ou de uotra tem algum conhecimento mais técnico do assunto, deviam promover um debate, no sentido de esclarecer a população em geral toda o origem deste problema, o que foi feito para o minimizar ou evitar e em circunstâncias estamos neste momento.
Há um estudo duma entidade pública de saúde que aponta o concelho de Ponte de Sor, o que apresentou uma maior subida nos níveis da taxa de cancro por metro quadrado, nos últimos anos. Quem nos diz a nós que uma das causas não é a água que consumimos.
Basta, Ponte de Sor, ainda tem muita massa cinzenta, pessoas que pensam por elas próprias, talvez seja altura destes senhores começarem a sentir isso mesmo, não estão cá sozinhos.
Eu não poderei lá estar, mas vou divulgar aos meus familiares e outros que possam o fazer.
João Pedro, divulgue também, apresente a proposta aos vereadores para o debate público.

 
At 21 de janeiro de 2006 às 00:01, Blogger JoaquimMarquesMachoqueira said...

Apesar das más notícias sobre a qualidade da água e os cancros, é bom ver oposição e concidadãos a funcionar bem.

 
At 21 de janeiro de 2006 às 11:07, Anonymous António R. Ferreira said...

Vamos todos divulgar e comparecer ao debate público sobre a água.

É tempo de passar das palavras aos actos.

Para que no concelho se possa ter qualidade de vida.

 
At 21 de janeiro de 2006 às 19:56, Anonymous Anónimo said...

Neste caso das águas contaminadas, e sa situação é preocupante, como parece ser, a pergunta que se coloca é :
Onde está o DELEGADO DE SAUDE DE PONTE SOR?
será que ele está conivente com a situação?.

Neste caso, parece-me que a oposição tem todo o direito de levar o assunto ao MINISTERIO PUBLICO, para que se faça alguma coisa por este Concelho.
Parece-me que tanto o DELEGADO DE SAUDE como o DELEGADO DO MINISTERIO PUBLICO, têm que intervir .

 
At 22 de janeiro de 2006 às 03:09, Anonymous Anónimo said...

Será que o mentiroso que jurou pela sua saúde que desconhecia as chamadas pronográficas também vai ter o descaramento de jurar que não sabia nada da água, depois de ter perseguido o Dr. Gouveia e o jornais locais que denunciaram a falta de qualidade de água? Até os Ecos do Sor e os Padres foram ameaçados de que se publicassem outra notícia do género acabavam-se os subsídios para os Ecos do Sor, para as obras da Igreja e para o Albuquerque.

 
At 23 de janeiro de 2006 às 13:34, Anonymous Anónimo said...

Sr Presidente e Sr Vereador Carita,

A ser verdade que:
1)Os resultados das análises efectuadas pela Câmara em 2004 e enviadas ao IRAR estão acima dos valores permitidos pela legislação
2) Que não informaram o Sr Delegado de Saude;
3) Que não tomaram medidas;
4) Que não informaram a população quanto aos riscos do consumo dessa água, como era vossa obrigação;
5) Que em 2005, o problema se manteve;
6) Que um dos parametros, é de facto, o Arsenio;
7) Que no passado já houve outros casos relacionados com excesso de Fluor na água , que deu origem a problemas de Fluorose em crianças, e tambem de nada informaram a população;

Pergunta-se:
O que estão à espera para se demitirem?

 

Enviar um comentário

<< Home