segunda-feira, 24 de abril de 2006

DE UMA VEZ POR TODAS, TENHAM JUÍZO SENHORES DEPUTADOS

Em vésperas de 25 de Abril confesso que não me revejo nesta Assembleia da República (que deveria designar-se por AGD – Assembleia Geral de Deputados já que são tantas as deslocações os trabalhos políticos, as visitas internacionais, que o parlamento propriamente dito só funciona de tempos a tempos, para as cerimónias e votações da praxe, como se fossem reuniões de condóminos), para mim é como o macho da viúva negra que morre depois de consumar o acto, contados os deputados e feitas as aprovações da praxe constitucional o parlamento morre, torna-se num clube recreativo.

Seria de esperar que o parlamento vigiasse a governação, mas por ali quase ninguém (a excepção vai para Manuel Alegre) tem voz própria, cada deputado diz o que o chefe anda dizer na hora combinada.

E o que dizer dos deputados-gestores? Alguém acredita que um deputado que é administrador de uma eléctrica tem tempo para representar os seus eleitores? E se todos os deputados fossem consultores de uma eléctrica? Bem, nesse caso quando estivesse em causa a discussão da política regional faria mais sentido que o debate fosse transferido para a Assembleia da Freguesia de São Bento.

Ou o que dizer da separação de poderes quando um dos deputados do parlamento desempenha em simultâneo funções de consultoria num governo regional, da mesma região pela qual foi eleito?

Estou cansado da arrogância de muitos dos nossos deputados pois deles esperava humildade, chegam a São Bento e tornam uns sacerdotes da democracia, como se fossem eles a democracia.

Talvez seja tempo dos deputados da Assembleia da República começarem a cuidar melhor da sua imagem e da credibilidade da instituição que, graças às suas práticas, está a atingir níveis que põem em causa a própria democracia que os elegeu
.

J.E.R.

3 Comments:

At 25 de abril de 2006 às 15:05, Anonymous Olharapo said...

1 - Muito se falou da ausência dos deputados na época Pascal, mas passada esta, pouco ou nada se ouve falar das individuais justificações dos "Senhores" deputados faltosos.

2 - Vergonhosa foi a opinião do velho ex-deputado Narana Coisoró, o qual afirmou em entrevista à TSF, achar natural que os deputados faltem na Assembleia para ver desafios de futebol.... e outras anormalidades ali opinadas por ele.

 
At 25 de abril de 2006 às 15:07, Anonymous Pedro Manuel said...

De facto, a AR é hoje mais uma Assembleia Geral de accionistas do que uma casa verdadeiramente representativa do povo português
Aliás, é até através da blogosfera que me interrogo para que serve esta democracia dita representativa? Senão para servir os interesses particulares, privatísticos
da generalidade dos deputados: turbo-deputados, deputados-gestores, etc... O sr. Pina Moura, o grande cardeal ex-comunista, conhecido de Pacheco Pereira deve andar a ler este blog há anos e não diz nada!!!

São os que não estão e mandam dizer que estão; são os que vão ao domicílio em trabalho político; são os que vão ao exterior em visitas de estudo
para copiar as modas do estrangeiro e trazer os moldes para Ana salazar fazer mais uns trapos na próxima colecção Portugal-fashion; são os que vão para o Algarve, Brasil e Rep. Dominicona, são os que vêm do Conadá - em trabalho político, claro está!!! etc , etc...

Estes deputados, deveriam fazer de imediato duas coisas perante a Nação :

1) pedirem desculpa pelas cegadas dos últimos dias, e o pedido de desculpas tb deveria ser encabeçado pelo cabeçudo-mor, Gama que mesmo depois daquela porcaria não funcionar mandou as tropas avançar... Será que Gama sabe o que é uma banda magnética..., será que Gama sabe o que é a banda? e a magnética?
2) indemnizar os portugueses pelos lucros cessantes que nos fazem perder a todos todos os dias.

Pela sua falta de qualidade política, técnica, intelectual, cultural e, especialmente, moral e ética. Isso reflecte-se na produção legislativa, na aplicação das leis, na dinamização dos agentes sociais, na produtividade global do país.Qual é o empresário que amanhã quer vir cá investir em que a Ass. geral de Accionistas está sempre paralisada, no estrangeiro, de férias de páscoa e o mais? Sem boas leis não existem bons investimentos...

Amanhã é mais um aniversário de Abril, e Cavaco falará das coisas que marcelo lhe disse através do novel Conselho da Estado da RTP (assim Marcelo poupa dinheiro nos transportes públicos excusando-se a ir a Belém dizer umas tretas com olhar grave para impressionar cavaco, fá-lo em directo dos estúdios da RTPúm..) : progresso, progresso, modernidade, progresso e coisas várias.

Ainda que ele fale de tudo isso, aquilo que choca é a imagem constrastante dos deputados, os mesmos que se deveriam demitir em bloco porque os sinais que têm dado para a sociedade e para a economia ainda conseguem ser piores do que os resultados somados dos relatórios Constâncio, OCDE e FMI.

Abril, com estes tipos,!!!????
Até apetece dizer, Safa)))))) para não dizer f.....x!!!
Onde é que já ouvi isto
Viva a República, com democracia ou não...

 
At 25 de abril de 2006 às 15:07, Anonymous El C. said...

Um gajo ser deputado e ser outra coisa ao mesmo tempo, é porreiro. Tem um estatuto que o põe fora do alcance da justiça, viaja e come do melhor. Penso que até deve ter direito a continência dos polícias e tudo. E têm a vantagem de usar os meios do Estado para tratar de coisas que não são do Estado, a seu bel-prazer. Enquanto por ali andam, usam os telefones, os computadores, as fotocopiadoras, meios de transporte e até o pessoal da assembleia. Continuos, secretárias, estafetas, motoristas, tudo! Na realidade, quanto tempo por ano, dedicam à Nação?Fazem daquilo e do País as suas sete quintas. Apoderaram-se de Portugal. São os novos senhores feudais e fazem de nós os seus humildes servos e lacaios. E ainda gozam. É merda até ao pescoço!

 

Enviar um comentário

<< Home