quinta-feira, 23 de fevereiro de 2006

CARTA ABERTA AO SR. PINTO



Meu Caro,

Sou daqueles que não pensam que o sr. é um corrupto.
Sou daqueles que ainda têm, cá dentro, um pouco de esperança que o Sr. não seja o que a maioria das pessoas dizem que o Sr. é.

No entanto penso que seja qual seja a sua situação pessoal - do lado de cá ou do lado de lá da honestidade - seja qual fôr o seu lado, algo está evidentemente mal com a equipa que dirige e com a Câmara da qual o fizeram Presidente.

E com isto vem uma responsabilidade, a responsabilidade de serviço público e não púbico como alguns dentro da Câmara Municipal de Ponte de Sôr devem pensar ser, dado as chamadas para números de valor acrescentado que saíram à luz do dia.


As minhas questões em relação a Ponte de Sôr são muitas, começando pelo seu nome: se destruíram a ponte que dava nome à cidade, porque não lhe mudam também o nome?


Porque não fizeram uma segunda ponte deixando a original?



Penso que uma ponte seria mais económica do que as Palmeiras e a iluminação do estádio do Eléctrico - que já agora deveria buscar um patrocínio da EDP -...


Uma ponte, construída pelos romanos, violada em nome do progresso...



Meu Caro Pinto,


Deixe-se de Caritas, Caretas, Mentiras e Petas e ponha ordem aí dentro, isto é, se estiver do lado de cá da honestidade.
Se tiver do lado de lá desejo-lhe muita sorte e espero que a água que o sr. diz, com toda a mentira, que bebe lhe cause o que causou já a muitos pontessorenses.

Com os melhores cumprimentos,

Gin Tónico

1 Comments:

At 26 de fevereiro de 2006 às 18:28, Anonymous Antonio Pedro said...

estupidez este post...

 

Enviar um comentário

<< Home