quinta-feira, 4 de agosto de 2005

DO CORREIO... Do Correio... do correio... [ MUITO AZUL ] {MAIS DO MESMO}

No Partido Socialista, é tudo boa gente?

STANLEY HO EMPURRA AEROPORTO PARA A OTA

Este foi o título de um artigo de Cláudio Delicado, publicado n’A Capital, a 11 de Setembro de 2004, página 26.

Cito aqui apenas duas pequenas passagens:

«As pressões para a saída do aeroporto da Portela já são muitas. Há, porém, um dado importante que pode dar um empurrão decisivo: A urbanização da Alta de Lisboa está a crescer ao encontro dos limites do aeroporto. E pode não ficar por aqui. Caso o terminal saia do centro da capital, os terrenos não ficarão livres por muito tempo, e o magnata chinês Stanley Ho poderá aproveitar a oportunidade para expandir o seu megaprojecto."A ideia do aeroporto, situado naquele local, pode pôr em causa a própria venda das habitações – sob pena de desistências de compradores pelo ruído constante dos aviões –, exercendo uma forte pressão para a saída do aeroporto para a Ota. É isso que vai acontecer e nessa altura esse empresário [Stanley Ho] vai, concerteza, expandir o seu megaprojecto nos terrenos que ficarão livres", defende Carlos Moura, do núcleo de Lisboa da Quercus.(...)

[F]ontes contactadas por A Capital não colocam de lado a possibilidade de Stanley Ho alargar o seu empreendimento para os terrenos aeroportuários, e analisam a hipótese como estando em aberto».

Aconselho, vivamente, a leitura, aqui, do artigo na íntegra.

P.S. – Duas notas adicionais.

A primeira para dizer que A Capital começou por dedicar a sua atenção a Stanley Ho e à Sociedade Gestora da Alta de Lisboa (SGAL) no dia anterior. Três folhas inteiras (páginas 2 a 4).

A segunda para salientar, consultadas as edições d’A Capital nos dias seguintes, que eu tenha detectado, não houve qualquer correcção, desmentido ou reacção por parte da SGAL (ou da Quercus) em relação ao conteúdo dos artigos publicados

5 Comments:

At 4 de agosto de 2005 às 09:55, Anonymous Ricardo Noblat said...

MAIS DO MESMO:

Banqueiro português veio ao Brasil jantar com Delúbio e foi embora rapidinho


No primeiro trimestre deste ano, o jato Falcon 900, modelo Mystere, prefixo CSTMK, do empresário português João Pereira Coutinho, decolou de Lisboa com destino a São Paulo trazendo a bordo o presidente do Banco do Espírito Santo, Ricardo Salgado.



O banqueiro desembarcou em São Paulo com uma única missão: jantar com o então tesoureiro do PT, Delúbio Soares. Uma vez terminado o jantar, Salgado decolou de volta a Lisboa.

 
At 4 de agosto de 2005 às 09:58, Anonymous MANUEL said...

SOBRE O ESTUDO DE MARVÃO PEREIRA E ANDRAZ

[920] -- A propósito do artigo de Manuel Pinho -- que cita um trabalho de Alfredo Marvão Pereira e Jorge Miguel Andraz -- Luís Aguiar-Conraria escreveu algumas notas que me pareceram um bom contributo para reflexão.
Pareceu-me igualmente interessante ouvir Marvão Pereira sobre a utilização que Manuel Pinho fez do seu trabalho, bem como sobre as críticas de Aguiar-Conraria. Numa comunicação por email, Marvão Pereira esclarece que:


«O argumento é válido mas incompleto, isto é, os resultados dos meus estudos de facto nada dizem directamente sobre os caso da OTA ou do TGV. Por outro lado [os resultados dos meus estudos] são uma evidência empírica importante que mostra que uma estratégia geral de investimento público em infra-estruturas de transporte tem potencial para ter efeitos muito importantes. O ponto é que os meus resultados podem ser usados para justificar uma estratégia de desnvolvimento mas não para justificar projectos específicos».


in Bloguítica


Num país normal depois de ler isto só restaria a Manuel Pinho, pelo que assinou no Expresso, demitir-se, pedindo antes desculpas ao país. Estamos em Portugal. Num país normal a comunicação tradicional teria ido, ela própria, a correr, ouvir os autores de tão celebrado estudo. Não foi, foi o modesto autor de um blog. Sinais. Resta dar os parabéns ao Paulo Gorjão.

 
At 4 de agosto de 2005 às 10:03, Anonymous Anónimo said...

MAIS DO MESMO:

Portugal Telecom admite contato com Valério (Reuters via Yahoo Brasil):
Manchetes
Qua, 03 Ago - 17h30
Portugal Tel admite contato com Valério, nega ajuda a partidos


SÃO PAULO (Reuters) - A Portugal Telecom --dona de 50 por cento do maior grupo de telefonia móvel do Brasil, a Vivo-- admitiu que manteve contatos com o empresário Marcos Valério de Souza, acusado de ser operador do suposto esquema do "mensalão".

A empresa negou pela segunda vez em nota à imprensa que participou de qualquer encontro para discutir ou negociar operações que envolvessem o financiamento de partidos brasileiros.

Conforme nota da Portugal Telecom nesta quarta-feira, Valério procurou representantes da empresa no contexto dela "estar potencialmente interessada na aquisição da Telemig", operadora celular de Minas Gerais e cliente da DNA Propaganda, uma das agências de publicidade de Valério.

Na véspera, o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) disse que seu partido e o PT teriam negociado um acordo com a Portugal Telecom para colocar as finanças das duas legendas em dia, sem esclarecer se chegou a ser feito algum acerto.

Na terça-feira, a Portugal Telecom soltou nota esclarecendo que "nunca teve qualquer conhecimento ou participação com o objetivo de organizar um encontro com representantes dos partidos políticos PT e PTB em Lisboa".

O Palácio do Planalto também negou o envolvimento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em qualquer negociação para obtenção de recursos para o PT e o PTB via Portugal Telecom.

Ainda na noite de terça-feira o próprio Valério admitiu a jornalistas que foi mesmo a Portugal, com o então tesoureiro do PTB, Emerson Palmieri, que o teria acompanhado "como amigo". Valério disse, no entanto, que foi tratar de interesses de suas empresas, devido à possibilidade de a Portugal Telecom vir a obter o controle da Telemig Celular, que já era sua cliente.

No comunicado desta quarta-feira, a Portugal Telecom afirma ainda que nega "de forma categórica e veemente" que tenha mantido reuniões ou qualquer tipo de contato com Marcos Valério e Palmieri em 24, 25 e 26 de janeiro de 2005 na capital de Portugal. O deputado Jefferson havia mencionado que o encontro dos representantes do PT e PTB com a Portugal Telecom teria acontecido em alguma dessas datas.

(Por Cesar Bianconi)

EM PORTUGAL:

Portugal Telecom nega ter contactado com Valério de Souza (Público online)

MAIS UMA DO MESMO...

 
At 4 de agosto de 2005 às 10:05, Anonymous Anónimo said...

Escândalo de financiamento partidário no Brasil
Portugal Telecom nega ter contactado com Valério de Souza


A Portugal Telecom (PT) reiterou hoje nunca ter participado em encontros para discutir ou negociar financiamento de partidos políticos brasileiros e nega ter contactado o empresário Valério de Souza durante o mês de Janeiro.

 
At 4 de agosto de 2005 às 11:47, Anonymous J. Francisco S.H.Mendes said...

Estou farto, mesmo farto, enjoado, enraivecido.
A MERDA EM PORTUGAL, está em todo lado, nas autarquias, nos organismos regionais, no governo, na banca pública, nas empresas, é MERDA A MAIS PARA ESTE PEQUENO PAÍS QUE ESTÁ CHEIO DE MERDA ATÉ AO TELHADO.
É os despedimentos na CGD, é as obras da Ota e do TGV, é o escândalo da PT, é a nomeação do Armando Vara para a CGD, é a nomeação do Sousa para a CCDR-A, é a nomeação do Troncho para a EDIA, é a candidatura do gajo que quer ser presidente até aos 100 anos, é as cadidaturas de vigaristas e ladrões a presidentes de câmara, incluindo o de Ponte de Sor.

PORRA É MERDA A MAIS...

Só me apetece importar uns mercenários para acabar com esta MERDA TODA e COMEÇAR A ESPETAR UNS TIROS NOS CORNOS DESTES FILHOS DA PUITA TODOS!

Quero lá saber se me chamam de terrorista.
Estou farto.

 

Enviar um comentário

<< Home