sábado, 21 de junho de 2008

ATÉ ONDE ISTO VAI PARAR...

Em 2002 tínhamos a taxa de juro Euribor a seis meses nos 2,2 por cento, que passou para os cinco por cento. O preço do barril de petróleo era de 20 dólares e está agora nos 135 dólares e as matérias-primas continuam a aumentar. Este tem sido o cenário dos últimos três anos, disse Manuel Pinho.
Infelizmente, o que nos espera agora é ainda pior, acrescentou o ministro.
A saída, defendeu Manuel Pinho, é continuar a andar para a frente com determinação.

Que mais falta dizer, apontou as causas do problema, é verdade que se esqueceu dizer que quem o criou foi o sistema económico que defende, mas esqueçamos isso, depois diagnosticou correctamente a questão, isto só pode mesmo é piorar e deu-nos a solução, continuar com determinação em frente pelo mesmo caminho.
Não sei se um caminho que vai no sentido de piorar ainda mais vai desembocar em algum paraíso lá mais para a frente, mas a mim parece-me mais que no fim deste caminho deve estar um qualquer precipício de onde nos vamos estatelar.
Ele não, que nessa altura deve estar a jogar golfe num qualquer campo do Allgarve, mas não nos podemos esquecer que é o mesmo que ainda há dois meses apregoava o fim da crise em Portugal e garantia que a crise internacional não nos ia afectar.
Merece realmente ser premiado.


K.

Etiquetas: , , ,

2 Comments:

At 23 de junho de 2008 às 21:11, Anonymous J.M.M. said...

Os individuos que ao longo destes últimos 22 anos detiveram o Poder são INCOMPETENTES, NÃO TÊM FORMAÇÃO ADEQUADA, FALHARAM EM TODA A LINHA.

Quando olho para o estado a que chegou Portugal sinto um misto de revolta e de raiva.

Portugal é a pior experiência da União Europeia. O que tem os politicos pior formados, onde campeia o "desenrascanso", o "amiguismo", o "sacar a todo o custo".

Em todo o lado está a marca da Maçonaria ,essa serpente que se vai enrolando à volta do pescoço de Portugal e o sufoca.

Veja-se o post. que foi publicado no blogue acima indicado e que escrito como comentário no meu blogue http://law-duralexsedlex.blogspot.com/2008/06/como-espanha-v-portugal.html

Ora, cumpre transcrever desse blogue o seguinte:

"Indicadores económicos y sociales periódicamente divulgados por la Union Europea (UE) colocan a Portugal en nívelles de pobreza e injusticia social inadmisíbles para un país que integra desde 1996 el "club de los ricos" del continente. Pero el golpe de gracia lo dio la evaluación de la Organización para la Cooperación y el Desarrollo Económicos (OCDE): en los próximos años Portugal se distanciará aún más de los países avanzados,. La productividad más baja de la UE, la escasa innovación y vitalidad del sector empresarial , educación y formación profesional deficientes , mal uso de fondos públicos, com gastos excesivos y resultados magros son los datos señalados por el informe anual sobre Portugal de la OCDE, que reune a 30 países industriales."

Perante isto só se pode concluir que o descalabro não pode ser maior.

E o Zé Povinho anda a votar, a votar, a votar.

Só que quem controla a economia são interesses espanhóis , e uma cambada que é "grande" em Portugal mas que na Europa é olhada com desprezo, com desdém.

Essa "cambada" tem o Poder Judicial controlado, a Justiça amordaçada, a corrupção é endémica, a impunidade total.

Na Maçonaria definem-se os apoios, as "amizades" , os "compadrios", nos Partidos - a longa mão da Maçonaria - dá-se corpo ao resto. As leis, os tachos.

Políticos de pés de barro, incapazes, incompetentes, sem formação adequada, seguindo as prácticas dos tempos idos.

São estas coisas que "explicam" o "Apito Dourado", a "Casa Pia"; "Camarate"; os processos por burla aos fundos europeus, a pobreza gritante da população, a emigração, os bairros de lata, a crise na educação, a perda de influência de Portugal.

Portugal hoje é o pior exemplo da União Europa ,que já se cansou de enviar dinheiro para cá, que sabe que esse dinheiro foi para o bolso de muitos e não para criar condições para a convergência com as economias mais fortes.

A Solução Política só pode ser uma: A União Europeia ter o poder de nomear Governos para Portugal, governos mistos, com portugueses e estrangeiros, para mudar toda esta atitude.

Portugal deverá ser durante uns anos um protectorado da União Europeia para alterar as estruturas , as mentalidades, para dignificar a Justiça, para punir os corruptos, como os EUA fizarem no Japão depois da 2ª GG.

Até criar uma nova classe dirigente, competente, impoluta.

 
At 8 de agosto de 2008 às 22:30, Anonymous Anónimo said...

Que ingenuidade!

 

Enviar um comentário

<< Home